Domingo, 27 de Abril de 2008
por Daniel Oliveira



Tem razão o deputado Paulo Rangel (do PSD) quando escreveu, ontem no "Público", que esta intervenção de José Soeiro (do BE), concorde-se ou discorde-se dela, é das melhores que se fizeram nos últimos anos em comemorações do 25 de Abril. E cito Rangel porque ele foi autor, há dois anos, de outro excelente discurso sobre a qualidade da nossa democracia e os direitos cívicos. Aqui é Soeiro a ir para lá da espuma dos dias e a fazer uma intervenção de fundo sobre a escola e a democracia. Talvez a melhor resposta (involuntária) ao discurso beato de Cavaco sobre o suposto alheamento dos jovens em relação à política.

É importante repetir o óbvio: a democracia não é "assunto" pelo qual as pessoas se devam interessar. É uma prática diária. E quem, a cada momento, por razões de eficácia ou de saudosismo de uma autoridade perdida, quer reduzir a sua vivência nas escolas, nas empresas, no Estado ou no espaço público não se pode espantar quando os cidadãos (jovens ou não) tratam a democracia como uma coisa que lhes é estranha.

por Daniel Oliveira
link do post | partilhar

O 25 de Abril 34 anos depois:

A notícia é do semanário Sol, onde se escreve que o advogado de Binyam Mohamed, um dos presos em Guantanámos, escreveu a José Sócrates, pedindo informações sobre a passagem pelos Açores, no caminho entre o Médio Oriente e a prisão americana instalada em Cuba. O gabinete do primeiro-ministro, porém, não confirma ter recebido a missiva e o próprio já adiantou que não conhece a carta. «Eu não posso comentar uma carta que não conheço e que não me chegou às mãos. Quando chegar responderei naturalmente», declarou o primeiro-ministro aos jornalistas. Sobre o tema, Sócrates reafirmou: «O que tenho a dizer sobre essa matéria é o que disse ao longo dos últimos meses: O Governo português nunca foi contactado pelo governo dos Estados Unidos para autorizar nenhuma passagem de aviões». Na carta divulgada pelo semanário, o advogado Clive Stafford Smith diz saber que «Binyam foi transportado para Guantánamo no dia 20 de Setembro de 2004, no voo RCH 947, a partir da base das Lajes, Açores». O pedido e simples, no sentido do Governo fornecer «documentos que revelem o total ou parcial conhecimento das autoridades portuguesas sobre o facto do sr. Mohamed e de outros em situação semelhante terem passado por jurisdição portuguesa». O objectivo é provar que o prisioneiro apenas confessou ligações à Al-Qaeda por ter sido submetido a tortura em Marrocos e nos Estados Unidos. Clive Smith, fundador da organização Reprieve e representante de mais de 500 prisioneiros de Guantánamo, quer também informações relativas a um voo associado à CIA, o N379P, alegando que transportou cinco agentes secretos para o Porto, onde pernoitaram por uma noite, a 17 de Setembro de 2002. Acrescenta ainda que estes agentes terão vindo de Marrocos. E tem indicações de que, a 14 de Setembro de 2002, os mesmos agentes participaram em torturas ao seu cliente. «Estou a escrever esta carta na tentativa de evitar que seja necessário recorrer judicialmente para avaliar a acção ou inacção do Governo português neste caso», refere Clive Smith. (http://diario.iol.pt/noticia.html?id=939465&div_id=4071)

Viva a democracia.

deixado a 27/4/08 às 14:11
link | responder a comentário

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Email

Password


Este Blog tem comentários moderados

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador