Sexta-feira, 20 de Novembro de 2009
por Daniel Oliveira
O Arrastão continua a assinalar o 20º aniversário da queda do muro com a série "Guerra Fria". O documentário tem 24 episódios, é de Jeremy Isaacs e foi produzido em 1998 pela CNN e BBC.

O primeiro episódio foi sobre o período até ao fim da guerra; o segundo sobre os primeiros anos pós-guerra e a Europa nascida de Yalta; o terceiro sobre o Plano Marshall; o quarto sobre o bloqueio soviético a Berlim Ocidental e as pontes aéreas então criadas; o quinto sobre a Guerra da Coreia; o sexto sobre o senador McCarthy e o terror estalinista; o sétimo episódio cobre os acontecimentos depois da morte de Estaline, incluindo o discurso de Kruschev ao XX Congresso do PCUS e a invasão da Hungria; e o oitavo sobre o começo da corrida nuclear, ao armamento e à conquista do espaço.

Este episódio, o nono, é precisamente sobre a construção do Muro de Berlim.


por Daniel Oliveira
link do post | comentar | partilhar

40 comentários:
sam wise
A Existência de berlin ocidental, situada mesmo no coração da RDA representava um perigo para o socialismo e para o regime. os lideres quer da RDA quer de Moscovo, não podiam permitir que se mantivesse essa situação, de movimentação de pessoas, de milhares de pessoas diariamente, por isso construiram, ou melhor levantaram barreiras a movimentação de pessoas, separando irmão, filhos das mães, noivos, familias inteiras que de um dia para o outro deixaram-se de poder ver. independentemente da ideologia de cada um, creio que é um facto condenavel.

deixado a 23/11/09 às 19:08
link | responder a comentário

É bom ver como o Daniel Oliveira segue a agenda dos media capitalistas. Já ninguém fala no assunto mas Daniel Oliveira como bom afilhado da social-democracia continua a fazer o seu papel.

deixado a 23/11/09 às 20:22
link | responder a comentário

“ Vem aqui misturar alhos com bugalhos.”

Toninho,

Misturar alhos com bugalhos, é achar que a vítima e o seu algoz são mesma coisa.
Um exemplo: quer coisa mais parecida que Pinochet e Allende??? Um era de esquerda outro de direita.

Esse seu ponto de vista que ser de esquerda ou de direita não tem grande importância é o que se calhar nos colocou na triste situação onde estamos.

" Respeito todas as opiniões independentemente do lado que venham.”

Respeitar é uma coisa, ser-se é outra

Quanto aos muros, mantenho a minha, tanto muro é um, como é outro logo, á que deitar abaixo os que ainda se encontram de pé já que o outro já era.

estando eu habituado ás longas e arejadas planicies, aborrece-me tudo o que cheire a clausura

deixado a 23/11/09 às 21:50
link | responder a comentário

A.R.A
SAM WISE

Hoje em dia, sem duvida que é condenavel.

Mas como já tive oportunidade de o dizer num outro post sobre este mesmo assunto, as fronteiras erguem-se porque existem 2 antagonistas, só que de um lado haviam guardas "fronteiriços" germanicos da RDA do outro existiam os mesmos mas oriundos dos EUA.

Assim sendo acho que quando JFkennedy, em plena da guerra fria, afirmou que o muro era um mal necessario para evitar uma guerra, era uma declaração fisica de que o mundo se encontrava dividido e a linha que o dividia era esse mesmo muro.

As passagens de transeuntes fronteiriços sempre se fizeram, a unica nota era que para o fazerem teriam que obedecer a um sem nº de requesitos e as suas vidas vistas a lupa de fio a pavio, o que traduzindo para Português, eram anos de espera (ou nunca) mas, atenção, o mesmo se passava do lado ocidental.

Uma coisa é certa, hoje em dia, um filho de um pastor chegar a cientista, convenhamos, que é uma coisa praticamente impossivel (basta relembrar a reportagem contemporanea da menina pastora da Serra da Estrela) mas, na altura, antes do muro, houve uma menina de nome Angela Merkel que era filha de um pastor, que se formou cientista e hoje é a 1ª Ministra Alemã.

Assim sendo, sem demagogias ou dogmas serôdios, havia uma sociedade diferente onde a educação era um dos pilares base daquela sociedade. Portanto, insistirem na visão de que os cidadãos da RDA eram uns cavernosos que viviam a base da paulada, tem sido o mito que os lideres do ocidente têm-se esforçado por fazer passar para a opinião publica mais jovem.

Na ex-RDA, a luz não vinha dos neons publicitarios das vitrinas do consumo mas sim das mentes que ali foram educadas.

Sam, acho que devia saber que cada moeda tem cara e coroa. Tente saber o que era o outro lado da moeda da ex-RDA ou invés de gastar a cassete (que já vende t-shirts) dos males do comunismo até a exaustão.

A.R.A

deixado a 23/11/09 às 23:38
link | responder a comentário

pedrobala,

São 24 episódios. Por isso, aqui o afilhado da social-democracia vai continuar a falar do assunto por mais 3 ou 4 meses nos documentários. Espero que veja.

Quanto aos que aqui defendem este muro, fico sem grande coisa a dizer. Como afirma um escritor do Berlim Leste neste documentário: o muro, que diz ao mundo que para garantir a sobrevivência de um regime é preciso prender as pessoas na sua própria casa, é já a confissão de uma derrota.

deixado a 24/11/09 às 02:08
link | responder a comentário

[...] 5: Coreia 1949-1953; 6: Reds 1947-1953; 7: Depois de Estaline 1953-1956; 8: Sputnik 1949-1961; 9: O Muro 1958-1963: 10: Cuba. SHARETHIS.addEntry({ title: "Doc à 6ª: Guerra Fria (11) Vietname 1954-1968", url: [...]

deixado a 4/12/09 às 08:06
link | responder a comentário

[...] 5: Coreia 1949-1953; 6: Reds 1947-1953; 7: Depois de Estaline 1953-1956; 8: Sputnik 1949-1961; 9: O Muro 1958-1963: 10: Cuba 1959-1962; 11: Vietname 1954-1968, 12: M.A.D. 1960-1972. SHARETHIS.addEntry({ title: [...]

deixado a 18/12/09 às 17:08
link | responder a comentário

[...] 5: Coreia 1949-1953; 6: Reds 1947-1953; 7: Depois de Estaline 1953-1956; 8: Sputnik 1949-1961; 9: O Muro 1958-1963: 10: Cuba 1959-1962; 11: Vietname 1954-1968, 12: M.A.D. 1960-1972: 13: Make Love Not War [...]

deixado a 22/2/10 às 00:54
link | responder a comentário

[...] 5: Coreia 1949-1953; 6: Reds 1947-1953; 7: Depois de Estaline 1953-1956; 8: Sputnik 1949-1961; 9: O Muro 1958-1963: 10: Cuba 1959-1962; 11: Vietname 1954-1968, 12: M.A.D. 1960-1972: 13: Make Love Not War [...]

deixado a 26/2/10 às 19:27
link | responder a comentário

Abaixo da média da série, quanto a mim, mas ainda assim muito bom. Obrigado, mais uma vez...

deixado a 22/4/10 às 13:49
link | responder a comentário

Comentar post

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador