Terça-feira, 29 de Março de 2011
por Sérgio Lavos

Passos apresenta programa eleitoral de apoio às "vítimas” da austeridade.

tags:

por Sérgio Lavos
link do post | comentar | partilhar

41 comentários:
"Pirralha...eu?"
Maria

Dentro do mesmo espírito, acrescento que na minha casa também não entram rosas murchas.

Acho que podemos encontrar mais um gosto comum.

Que tal os cravos vermelhos?

Cristina


Cristina;)


Tendo eu que acrescentar algo no que às rosas diz respeito e que é o seguinte:as rosas mesmo depois da sua morte continuam a exalar singular e agradável perfume.


O que as transforma em algo de muito interessante para arranjos florais de folhagem e pétalas secas o que não só alegra as casas que as usam como empresta o tal singular perfume ao ambiente.


Servem também as rosas,depois da sua morte,
 para as metermos dentro dos livros que gostamos de ler e assim conseguir que o seu perfume perpasse as páginas que folheamos ou então e mais romântico ainda - quem não enviou pelo menos uma vez na vida uma carta d'amor contendo uma rosa a perfumar as palavras. 


Por essa razão são flores adoradas por poetas , sendo que o grande Rilke lhes dedicou por causa dos seus perfumes e outras virtudes, poemas do mais belo e profundo que hoje fazem as delícias de quem gosta de ler.


Temos portanto aqui algumas das diferenças entre rosas murchas e laranjas podres.
Pois como acredito que tal como eu saiba o seguinte: laranjas quando caiem mortas, nada mais dão que não sejam ácidos putrefactos e cheiros nauseabundos.


Os cravos ; sim é escolha mútua, sabendo no entanto que os cravos não têm a fragrância das rosas e que são os seus perfumes e resistência mais periclitantes e frágeis .




Um bom exemplo disso é o que vai acontecer neste 25 d'Abril em que graças às direitas unidas não se celebrará este ano no Parlamento uma das mais belas datas da vida de Portugal.


Dir-me-à que a culpa não é dos cravos e se o fizer terá muita razão. A culpa neste caso será dos que desde sempre adoraram cravos desprezando a liberdade.




Quanto ao resto estamos de acordo.


O seu delírio já entra no campo do patológico.

deixado a 31/3/11 às 09:47
link | responder a comentário | início da discussão

"Pirralha...eu?"

Maria


Sinceramente gostei da quase totalidade da resposta.


És do PS e eu tenho votado no BE, mas tenho manifestado várias discordâncias com este Partido, ao ponto de nas próximas eleições poder alterar o meu voto.


Parece que Sócrates deu um destino menos poético às rosas e culinariamente falando, comeu-as, bebeu-as e o resultado não é agradável para o nosso Povo.


Com as laranjas podres, o efeito será acelerado, no género de como alguém já aqui disse, Sócrates utiliza o arsénico e Passos Coelho a cicuta.


Se a tradição se mantiver, o Povo vai escolher entre a morte lenta e a rápida e até a própria Liberdade pode deixar de passar por aqui.


Passando a um dos pontos de acordo, cravo vermelho ao peito a muitos fica bem, sobretudo faz jeito a certos filhos da mãe.


E se Passos Coelho ganhar as eleições, vamos percorrer juntas o caminho da luta em unidade e na rua?


http://www.youtube.com/watch?v=myRW0FDQ_ag (http://www.youtube.com/watch?v=myRW0FDQ_ag)


Sabes, habituei-me a ver o PS com linguagem de Esquerda nas campanhas eleitorais e quando está na oposição, mas quando chega ao Governo, a Direita fica com inveja dele seguir a política dela…


Não te vais chatear comigo, nem por te tratar por tu, pois não?


Beijocas

Cristina

deixado a 31/3/11 às 18:11
link | responder a comentário | início da discussão

Comentar post

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador