Quinta-feira, 30 de Junho de 2011
por Sérgio Lavos

Não digam que o Arrastão não é um porto de abrigo para gente de todas as ideologias e feitios.


por Sérgio Lavos
link do post | comentar | partilhar

106 comentários:

Não há votos em PSD/CDS, esse partido não existe.

Eu votei no PSD e neste líder.

Um dos motivos deste imposto extraordinário deve-se ao novo TGV ao novo Aeroporto às PPP à terceira travessia do Tejo e outras merdas do género.

Sobre tudo isto o Bloco de Esquerda apoiou e queria mandar vir trezentos mil ucranianos para trabalharem em todas estas obras.

Alguém tem de pagar a factura destas tolices.

Começou agora, obrigado Louçã.


deixado a 30/6/11 às 22:34
link | responder a comentário | discussão

Fado, está a falar de medidas do PS, algumas nem sequer avançaram, e outras as PPP, começaram no tempo de Cavaco. O que é que o Loução tem a ver com este aumento brutal de impostos?

deixado a 30/6/11 às 22:49
link | responder a comentário | início da discussão

Pexim
AjoelhasteTens de rezar!

deixado a 30/6/11 às 22:55
link | responder a comentário | início da discussão

joaquim azevedo
Não foi a Manuela Leite quem assinou os TGV's? Prá aí uns quatro?
Ó Fado, pague e não bufe... A sua parte vai para os submarinos.


Miguel
Não foram 4, foram 5 linhas. E também foi esse Governo que cedeu à pressão espanhola de levar o TGV Lx-Madrid por Badajoz obrigando assim à construção da TTT (a opção que fazia mais sentido era ir por Cáceres, sendo a distância mais curta, não sendo necessária a TTT e podendo-se partilhar parte da linha Lx-Madrid com a linha Lx-Porto).
Mas não convém dizer estas coisas, não é?


E respondendo ao fado, o troço que está adjudicado do TGV só começará a ser pago em 2015 (ou então será pago todo de uma vez se o contrato for cancelado) e o NAL não tem contribuição do Estado (este apenas deixará de ter receitas com a venda da ANA).

deixado a 30/6/11 às 23:25
link | responder a comentário | início da discussão

Tomás Guevara
Um fado.Definitivamente um fado.Sabemos pela pena de um fadista(tinha que ser) que este roubo dos nossos salários resultou duma coisa chamada TGV (Gastou-se muito?Mais do que um submarino do Portas?É que o PSD já chegou a apoiar tal TGV).Novo aeroporto?Mas chegou a haver novo aeroporto?E o que se gastou dava para o ordenado do carrapatoso?Às PPP?As iniciadas por cavaco,que começaram logo a dar prejuízos monstruosos ao estado e que deram origem ao regabofe que se conhece com os interesses privados a chularem o contribuinte?À terceira travessia sobre o Tejo?Mas qual?A que permitia pagar alcavalas à luso ponte de ferreira do amaral?A outras "merdas" do género?Passe a má educação será  que este se refere ao rombo enorme praticado pelos banqueiros laranja,amigos,colegas, íntimos de cavaco?Então o roubo dos nossos salários é para cobrir os calotes dos conselheiros de estado nomeados por cavaco?E não se prende esta gente?Alguém tem que pagar a factura destes desmandos em que se incluem os famigerados lucros de sua exª com as acções particulares e a sua venda oculta?Agradecer a estes ladrões?E agradecer aos ladrões que roubam para que os ladrões se safem?Ouvimos o fado mas não nos sujeitamos a ele.Nunca

deixado a 30/6/11 às 23:52
link | responder a comentário | início da discussão

Foda Alexandrina
E o PSD não tem nadinha com essas obras, sempre esteve contra, não foi?


Caíram que nem uns patinhos.

É claro que o monstruoso défice que nos ia (talvez ainda vá) levar á bancarrota não se deve a essas faraónicas obras que por enquanto ainda custaram pouco e estavam orçamentadas em quincalhões de milhões de euros.

Mas o economista Louçã, o Pinóquio tuga e o electricista Jerónimo aplaudiam-nas a mãos ambas.

Onde é que eles iriam descobrir o pote de ouro é a pergunta do milhão de euros.



Tomás Guevara

É nosso fado termos que aguentar as pseudo-armadilhas que outros fados cantam.Ah,o poder dizer"cairam que nem uns patinhos" como defesa à acusação de desonestidade...
Desonestidade que se soma à manipulação um pouco grosseira
Triste fado o nosso de facto

deixado a 1/7/11 às 12:08
link | responder a comentário | início da discussão

Adenda
Não há uma única mentira no que eu afirmo.
Desmintam-me com factos e deixem as patranhas para os netinhos antes de mudarem a fralda.


Tomás Guevara
".............."Estes pontinhos são o texto do alexandrino
Depois o alexandrino é obrigado a, após ser contraditado,meter os pés pelas mãos e a afirmar..Diz ele e eu cito "Caíram que nem uns patinhos."
O que anda a pregar petas (em segunda versão, claro) vem agora afirmar que "Não há uma única mentira no que eu afirmo."
Reefere-se às aldrabices em que foi apanhado e em que foi obrigado a recorrer ao seu triste"Caíram que nem uns patinhos."? Ou refere-se às aldrabices seguintes?
Triste fado o nosso de facto



deixado a 3/7/11 às 01:24
link | responder a comentário | início da discussão

Comentar post

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador