Sexta-feira, 22 de Julho de 2011
por Sérgio Lavos

 

Não sabemos ainda quem atacou a Noruega. Não sabemos quais as razões. Terão sido terroristas. Mas há já quem se regozije com a mortandade. Quando começamos a aplaudir a morte de inocentes, perdemos toda a humanidade, e sobretudo a legitimidade para criticar imperialismos e assassinatos alheios. Vergonhoso.

 

Adenda: também gostaria de ver a reacção de Renato Teixeira se se vier a descobrir que o atentado foi um acto praticado por grupos de extrema-direita.


por Sérgio Lavos
link do post | comentar | partilhar

50 comentários:
A critica ao Renato Teixeira pela "defesa" do ataque ao governo norueguês  não pode ser a propósito de mortes inocentes - há milhões de mortes inocentes provocadas pela Nato/EUA e afins.


O atentado foi executado por terroristas e assassinaram 16 noruegueses, pelo menos.

deixado a 22/7/11 às 21:52
link | responder a comentário | discussão

Não entro, nunca entrei, nesses jogos de contagem de mortos, é obsceno. Para mim, as incontáveis guerras em que a Nato está e esteve envolvida são criminosas, assassinas, sem qualquer perdão na maior parte dos casos. Mas também o são ataques terroristas a inocentes, apenas por serem cidadãos de um país que pertence à Nato. Já viu o que seria e não seria se um blogue qualquer de direita, que apoiam todas as guerras que os EUA fazem, viesse publicar um post a regozijar-se dos civis mortos em Bagdad ou na Líbia? Cairia o carmo e a trindade, e com razão, seria lamentável. Como é o post do Renato. É isto.


Miguel Botelho

Durante a ocupação de Bagdade, o site de Layla Anwar (iraquiana e contra a guerra) foi sistematicamente atacado por mensagens de americanos que se regozijavam pela matança de inocentes iraquianos nas cidades atacadas pela coligação.
Também existem videos de soldados americanos a festejar massacres contra civis no Afeganistão e no Iraque.
Um documentário realizado por John Pilger, mostra uma filmagem de um helicópetro americano a massacrar civis numa praça iraquiana. Assim que a matança acaba, o piloto do helicópetro diz: "Nice!"


Augusto
Veremos se o Ricardo Teixeira não meterá a viola no saco, se se vier a saber que o atentado foi perpetrado pela extrema-direita norueguesa.


A policia  local não descarta essa hipotese.


E o ataque ao acampamento de jovens do partido trabalhista local, que terá feito mais de 20 mortos,poderá apontar para essa hipotese.


O atentado de OKlahoma , e o da estação de Bolonha , aí estão para nos alertar,  que essa hipotese não pode ser descartada.


Mesmo que se prove que pode ter havido dinheiro Libio na sua preparação.


 

deixado a 22/7/11 às 22:49
link | responder a comentário | início da discussão

Caro, pode indicar-me qual o vídeo?


 


É que o vídeo que conheço,  o que vejo é uma unidade de helicóptero que avista homens armados (tinham AK47) observa-os durante um bocado para confirmar, confirma as AK47 e confunde câmaras de filmar com mais armamento. Um dos homens tem uma RPG que como sabe abate helicópteros. Pede autorização para atacar enquanto descreve o que vê (um dos homens passeia a RPG) No momento antes de disparar acham que vão estar sob fogo da RPG  (Guy with RPG moving! Are you under fire, no lets get around the building and engage) porque ele se move para junto do edificio.    


 


Depois do primeiro ataque tem sob a mira um dos feridos e não disparam porque não vêem arma nenhuma…


 


É esta actuação que colocam no mesmo patamar que um atentado?  Será possível?


 


 



Gallup
Por falar em fanáticos, até uma das versões Renato Teixeira da extrema direita não resistiu a voltar a comentar!

deixado a 23/7/11 às 21:11
link | responder a comentário | início da discussão

Pão Metálico
É obscena a contagem dos mortos tanto como a tentativa de justificar este tipo de »acções«, venham elas de onde vierem.

Será curioso observar quem aqui virá condenar o inqualificável post dessa besta traumatizada.

deixado a 22/7/11 às 22:37
link | responder a comentário | discussão

Dazulpintado
Presente.

deixado a 22/7/11 às 23:17
link | responder a comentário | início da discussão

da Maia
Fui ao 5dias... descobri que até o conhecimento do norueguês passou a ser argumento dos jovens promovidos pela nomenklatura.
Esteve bem o nosso Bolota, no comentário que aí fez.


A malta jovem do sistema é assim, deixa-se levar na competição de "quem tem o maior", e depois não sai da asneira, se for preciso inclui a tomatada na medição.


Esta juvenil manifestação dos egos é muito produtiva para os lobos velhos, que vão colocando a cenoura para o burro andar.
O burro nem sente o chicote, só pensa na cenoura, e só vê o burro vizinho como competidor da cenoura.


Este ataque isolado pode ser usado como mais um pretexto de se considerar todo o sujeito "menos normal" como potencial terrorista.
Porém, parece que neste caso o homem era normalíssimo... mas se andava no facebook, é o facebook que pode ser visto como perigoso; se bebia dois canecos, pois cuidado! E entretanto o povo esquece-se de como ele arranjou tanto armamento.

deixado a 23/7/11 às 16:24
link | responder a comentário | início da discussão

Trata-se do mesmo badameco que se indignou com a concentração em defesa da iraniana condenada a lapidação por adultério, real ou suposto.

deixado a 22/7/11 às 23:02
link | responder a comentário

antónimo
não vejo onde está o regozijo, confesso, mas também devo falar norueguês pior que o sérgio.

deixado a 22/7/11 às 23:57
link | responder a comentário | discussão

o título do post é, mais ou menos: levar a guerra até nós.


Nuno
A verdade é que o Mundo está (sempre esteve) em guerra, e certos países, que até se envolvem nelas, gozam de um sentimento de segurança que, no Mundo global, é falso.

Esse sentimento estende-se aos cidadãos, para os quais a guerra é coisa de 3º mundo lá longe, que se vê na TV.

A estupidez humana não tem limites...

deixado a 23/7/11 às 00:19
link | responder a comentário | início da discussão

Antónimo
o que tinha obtido no free translation era perto: "trazer a guerra para casa". não vejo que sejam forçosamente mensagens de regozijo. lê-las como tal é lê-las com intenção. parece-me que podem ser neutras e uma constatação de um facto (que a esta hora já se saber não ser  o facto que em que muita gente acreditou)

deixado a 23/7/11 às 09:51
link | responder a comentário | início da discussão

Gallup
Mais um fanático, que acha que de um lado apenas estão sempre os bons e no lado oposto os maus. Sendo que o lado bom será sempre onde ele se insere.

deixado a 22/7/11 às 23:59
link | responder a comentário

Miguel Lopes
"Mas há já quem se regozije com a mortandade (http://5dias.net/2011/07/22/bringe-krigen-hjem/)."

 Onde está o regozijo?

deixado a 23/7/11 às 00:09
link | responder a comentário

Independentemente do mais ou menos equívoco significado do "levar a guerra até nós"... onde raio é que está o "regozijo" com as mortes?
E que tal resolver em privado o problema pessoal com Renato Teixeira...  mas claro que posso estar enganado.

deixado a 23/7/11 às 00:25
link | responder a comentário

Sempre que há um ataque que atinja civis, estamos perante terrorismo, seja quem for o atacante. Quando se faz explodir um comboio civil, é terrorismo. Quando um helicóptero bombardeia civis, é terrorismo. Não vejo diferenças. Nenhum deles é minimamente justificável e todos devem ser exemplarmente punidos.
Se o alvo é um objectivo militar, podemos estar perante um acto de guerra.

deixado a 23/7/11 às 00:34
link | responder a comentário | discussão

Não vê diferença?!?!

http://www.disclose.tv/action/viewvideo/49452/Apache_attack_on_civilians/

Explique-me como é depois de ver este video, acha que está ao mesmo nível que um ataque terrorista. Por favor ajude-me a entender!


José
Não sei qual a palavra para classificar a forma rápida como se julgou e se condenou à morte pessoas a partir de um helicóptero, tivessem ou não armas.
Não era um cenário de guerra. Era um cenário de ocupação.


O que aconteceu na Noruega é totalmente condenável de qualquer ponto de vista. Não dê argumentos à sua defesa, legitimando ou atenuando outras situações totalmente condenáveis. 

deixado a 23/7/11 às 19:53
link | responder a comentário | início da discussão

João Cerqueira
A maioria da extrema-esquerda fecha os olhos ao terrorismo islâmico quando as vítimas são americanos, israelitas, ou europeus.
Naturalmente, para esta gente, a ETA é vista como uma força libertadora - apesar da maioria dos bascos, democraticamente, a rejeitar nas eleições.

Ante os atentados assassinos que hoje ocorreram na Noruega, a única atitude que um ser humano decente pode ter - seja lá quem for o responsável - é de condenação inequívoca!
Não foi o que sucedeu no miserável 5 dias.
Nunca desejaria que ninguém fosse vitima da explosão de uma bomba. Mas, se pudesse, aos que toleram, justificam ou se regozijam com o terrorismo, colocava-os no meio de um desses banhos de sangue. Para que sentissem o cheiro do sangue, ouvissem os gritos dos estropiados, vissem pedaços de carne espalhados no asfalto.
Hoje foi na Noruega, amanhá pode ser em Lisboa.

deixado a 23/7/11 às 01:12
link | responder a comentário

salpicos
Há qualquer coisa de análise apressada de outro blogue aqui. Vi o outro, nem faço ideia quem será esse RT, mas o que vi escrito foi:

Renato Teixeira says:



É o que parece. Desta vez e sem cair na estupidez do Aznar, não se atribuíram culpas por instinto ou com dupla intenção. Ganha fôlego a possibilidade de terem sido puros vikings…

deixado a 23/7/11 às 01:49
link | responder a comentário

Comentar post

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador