Sexta-feira, 19 de Agosto de 2011
por Sérgio Lavos

 

Na Grécia, como em Portugal, as políticas de austeridade continuam de vento em popa... a levar os dois países ao fundo. Perante a passividade de quem manda verdadeiramente na UE. Já aqui escrevi um dia: Angela Merkel e Nicholas Sarkozy irão acabar com a Europa. É o que acontece quando anões políticos decidem o destino de algo muito maior do que eles.


por Sérgio Lavos
link do post | partilhar

Sérgio,

Pode repetir essa dos países ao fundo e as causas? Eheheh...

deixado a 19/8/11 às 16:44
link | responder a comentário

Manuel

Toniblerzinho:


(É sempre bom vê-lo por aqui, por este ambiente de total liberdade, em que quem discorda não é apelidado de cretino, «troll» ou castrador da liberdade de outrem, como acontece no seu clube de eleição – o Quarta República).


 


As causas são três:


1.ª - A escassez de receitas (o seu amiguinho competente e intocável deu uma bela ajuda quando foi ajudado pela CEE – tantos jipes, barcos e vivendas de luxo se compraram com os euros para a reconversão da economia e tanto gasto público, inaugurou-se as PPP e criou-se o NSRFP);


 


2.ª - O esbanjamento nas despesas (auto-estradas, estádios de futebol, Expo 98, o regabofe seu querido líder da Pérola do Atlântico, o gamanço dos seus amigos do BPP e do BPN. e de outras engenharias da falcatrua, etc. etc. etc.;


 


3.ª - As soluções da UE e do FMI para se sair da crise, que em vez de ajudarem a inverter a escassez de receitas apenas fecham a torneira do esbanjamento nas despesas (e das despesas necessárias).


 


Eu sei que o Toniblerzinho, como defensor da brutal transferência de rendimento do trabalho para o capital em curso, despreza a 1.ª, está de acordo com a 2.ª e concorda com as receitas da UE e do FMI para se sair da crise.


O futuro nos mostrará quem tem razão.


:

deixado a 19/8/11 às 21:21
link | responder a comentário | início da discussão

Manuel,

Sabe que pessoas como você não deveriam ter direito a voto. Se lhe perguntar o impacto de qualquer um dos 3 pontos não faz a menor ideia e. no entanto, fala deles como se fossem importantes. Não consegue distinguir os objectos, as acções, os responsáveis. Fala amiúde sem qualquer conhecimento de causa e acusa as pessoas sem fazer ideia do que está a falar. É por isso que investir em educação é importante, para que este país se livre de gente como você. Até lá devia evitar que gente como você pudesse votar.

deixado a 20/8/11 às 12:27
link | responder a comentário | início da discussão

Manuel

Toniblerzinho:


 


Presunção e água benta cada qual toma a que quer.


Mas o investimento em educação na sua pessoa revelou-se pífio.


Isto a avaliar por 2 critérios:


1.º - O intelectual (cognição, conhecimento, informação): a sua contra-argumentação (ponto por ponto) aos meus argumentos é o que se viu. Como não lhe agradou e tinha extrema dificuldade em tornear certas «pedras no sapato», preferiu a fuga. Limitou-se a banalidades, generalidades, juízos de valor infundados, como é habitual em grande número de comentadores. Perante um facto concreto em discussão, fogem para a praia e falam do sol, das ondas e dos peixinhos, finalmente acordam e acusam o interlocutor de não saber nadar; mas o que estava em discussão era coisa diferente.


2.º - O da formação cívica (vivência da liberdade e da tolerância, respeito pelas opiniões alheias): perante o incómodo das opiniões do Outro, quer tapar-lhe a boca. Todas as ditaduras (da Direita à Esquerda) o fizeram, mas os resultados nunca foram por aí além. É o seu lado de ditadorzinho de trazer por casa a vir ao de cima.


No Deve e Haver das nossas contas:


a) - Não considera importante a destruição do nosso aparelho produtivo a partir da entrada na CEE (hoje importamos quase tudo de que necessitamos). De facto, os dados que me contrapôs dão-lhe inteira razão.


b) – O despesismo sumptuoso e redundante que apontei é irrelevante (os custos que pagamos são irrelevantes). Idem quanto aos dados que contrapôs.


c) – as medidas troikianas são adequadas para resolver o problema (em todo o lado onde medidas deste tipo foram aplicadas o sucesso ocorreu a olhos vistos). Mostrou-me por a + b que assim é.


Óptimo, cá estaremos para ver os resultados finais.


Mas acho que a sua contra-argumentação terá mais sucesso no seio do seu clube selecto do Quarta República, «muito longe do limiar da utopia, mergulhados na anarquia mansa que vos tolhe», em que todos se limitam a concordar sempre com todos e escorraçam qualquer estranho que não repita as vossas «verdades oficiais».


deixado a 20/8/11 às 15:17
link | responder a comentário | início da discussão

Como dizia...sigh...

deixado a 20/8/11 às 19:45
link | responder a comentário | início da discussão

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Email

Password


Este Blog tem comentários moderados

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador