Sexta-feira, 23 de Setembro de 2011
por João Rodrigues

Um dos efeitos da enésima ronda de austeridade recessiva na Grécia é tornar o cenário de saída do euro cada dia mais plausível. Na ausência de uma reconfiguração, este euro autodestrói-se porque a resposta austeritária está inscrita na sua constituição. Se isto continuar assim, o povo grego pode ser só o primeiro a ser colocado perante a questão decisiva depois da inevitável reestruturação da dívida: quando e como sair? 


por João Rodrigues
link do post | partilhar

Rambo
E quando se consumar a destruição de cerca de 50% do PIB grego por culpa dessa mesma saída que o vosso grupo defende, a culpa, claro, é dos mercados.


Brincam com a vida dos outros, vocês, eternos hipócritas.


Ò Rodrigues, não tem nada a escrever sobre os 40 mil milhões, qual Holocausto empresarial, de dívidas das empresas públicas?

deixado a 24/9/11 às 03:35
link | responder a comentário

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Email

Password


Este Blog tem comentários moderados

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador