Sábado, 28 de Janeiro de 2012
por Sérgio Lavos

 

Grécia exclui hipótese de ceder a sua soberania orçamental à UE.

 

Esperemos que a resistência grega seja duradoura. Mas a questão aqui é: o que irá acontecer quando Merkel se virar para o controlo da nossa soberania? Teremos um Governo à altura das suas, das nossas, responsabilidades? Ou continuará Passos Coelho a ser o caniche do directório franco-alemão?

tags:

por Sérgio Lavos
link do post | comentar | partilhar

90 comentários:
"Pirralha...eu?"
Sérgio Lavos
Isto responde à tua pergunta?
https://www.youtube.com/watch?v=GvoS8M--sRE&feature=player_embedded (https://www.youtube.com/watch?v=GvoS8M--sRE&feature=player_embedded)#!
Beijocas
Cristina

deixado a 28/1/12 às 13:17
link | responder a comentário | discussão

Responde, para além de qualquer dúvida. :)

deixado a 28/1/12 às 13:31
link | responder a comentário | início da discussão

Carlos Marques
Fiquei hoje a saber pela revista Sábado que a deputada Ana Drago foi a Guimarães num carro com motorista pago por todos nós porque não tem carro nem carta e pelos vistos não sabe da existência de transportes públicos de Lisboa para Guimarães...


Bem prega Frei Louçã...



Como é que podemos esperar que os contribuintes alemães e holandeses nos ajudem se até os mais puros de entre nós dão exemplos destes?

deixado a 28/1/12 às 13:54
link | responder a comentário | discussão

Anónimo
Outra vez essa história? A deputada foi a uma actividade organizada pelo Parlamento e havia duas possibilidades para ela. Ir de transportes públicos e ter que permanecer uma noite na zona devido aos horários ou ir e voltar de carro. Faça umas contas e veja lá qual ficará mais em conta...


Já agora, caso não saiba, todas as despesas têm que ser aprovadas pela Presidente da Assembleia.


Carlos Marques
A Presidente da Assembleia não foi a senhora que deu férias aos deputados para irem gozar as Festas Natalícias por merecerem por terem trabalhado muito no Verão?


Quanto à deputada: não há hostéis em Guimarães? Pousada de Juventude? Porque é que ficaria mais caro ir de transportes públicos e ter pernoitado em Guimarães?


Quantos portugueses é que têm direito a carro com motorista quanto têm de ir trabalhar fora da sua área de residência?


A Dra. Ana Drago, que anda sempre com os professores na boca, saberá da vida sacrificada que têm alguns professores em termos de deslocações?


Não fica bem a quem tem discursos moralistas depois não dar o exemplo.


Nightwish
Só diz essas idiotices porque é deputada do BE, se fosse um dos colaboracionistas do PSD do qual nem conhece o nome já achava bem porque era a favor da nação.
Haja respeito por quem trabalha.


Carlos Marques
"Sinvergüenza", sem vergonha: falar em respeito por quem trabalha e apoiar batoteiros contumazes...


Nightwish
Você lá sabe se legitimiza mais ladrões fascistas...

deixado a 29/1/12 às 17:15
link | responder a comentário | início da discussão

Anónimo
Pousadas da Juventude, da última vez que verifiquei, não existia. Hotéis estavam todos lotados num raio de 30 kms à volta da cidade. O mais perto seria Braga ou Famalicão que tornaria toda a viagem ainda mais dispendiosa.
Carro e motorista já estão pagos. Compare gasosa e portagens Lx-Guim-Lx com transportes públicos de LX-Guim-Brg-Lx, estadia, almoços, jantares e, sobretudo, tempo poupado. Digamos que é assim uma diferença entre ir e voltar no mesmo dia e perder um fim-de-semana inteiro em viagens.

deixado a 29/1/12 às 15:54
link | responder a comentário | início da discussão

antónio pedro pereira

Senhor Carlos Marques:

Eu acho que ela devia ter ido era a pé ou, na melhor das hipóteses, de burro.

Tal como fez o presidente Cavaco e o 1.º ministro Passos, que também lá foram em missão oficial, os 2 a pé.

Porque não procura saber se o que ela fez está enquadrado legalmente, se é uma prática legal e também usual entre os deputados.

O acontecimento em que foi participar, segundo o que li na imprensa, era uma iniciativa oficial do Parlamento.

Há muito por onde cortar, muito deboche, muito roubo às escondidas, é aí que as atenções se devem concentrar. No músculo, não nos ossos.

Mas infelizmente estamos neste clima de «guerra de alecrim e manjerona» Esquerda / Direita, em que as pessoas se entretêm com estes «faits divers» sem significado (tanto muitos da Direita como o senhor como muitos da Esquerda) e esquecem-se do essencial.

Os seus amigos do BPN deram a palmada a 4 ou 5 mil milhões e nós é que pagamos. E a SLN, que tem activos, não foi nacionalizada. Os prejuízos vieram para o Estado e o seu amigo Dias Loureiro continua por aí. Nos EUA o Madoff está de cana ao fim de 6 meses e com um processo judicial de apenas 8 páginas. O caso BPN está em julgamento e veja lá se a imprensa fala nisso, não convém aos amigos do Cavaco (e as acções dele?) e a tantos outros, não se fala disso.

Os vigaristas da Face Oculta deram a palmada a alguns milhões de euros através de empresas do Estado, como a REN, e aquilo nem anda nem desanda e irá acabar como o BPN.

O vigarista do Isaltino de Morais, condenado e transitado em julgado, continua cá fora.

O Freeport (apesar da vigarice político-policial que chegou a condenar um inspector da Judiciária por participar numa farsa contra o Sócrates) emperrou de vez sem que se esclareça o que realmente houve.

E você preocupa-se com os 80 ou 100 euros de gasolina e portagens de uma deputada em viagem oficial ao serviço do Parlamento.



Carlos Marques
Uma mão não lava a outra... As imoralidades ou amoralidades dos outros não legitimam a falta de coerência da deputada Ana Drago...


Ela só teve carro com motorista porque não tem carro nem carta... Ou seja, como diziam na Sábado, deve ser daquelas esquerdistas que fazem campanha contra os automóveis privados e pelos transportes públicos, mas na primeira ocasião para dar o exemplo, lá vai ela de automóvel com motorista... 


Um cidadão normal teria tido que arranjar outra solução e pagá-la do seu próprio bolso.


É só mais uma gota no desperdício público? Sim... Mas gota a gota... E dos puros do BE espera-se sempre que tenham a carteira e o comportamento onde têm a boca. 


antónio pedro pereira

Carlos Marques:

Quando não temos argumentos (poder de finta) atiramos para a linha lateral ou para a de fundo.

Quanto aos milhões, passou ao lado.

Quanto às migalhas (e até parece que não foi nada ilegal ou imoral), aí já chutou (para o lado, nem chegou à linha de fundo).

Mas terá sido a única deputada que fez tal coisa?

Se é uma prática da Assembleia é porque serve todos, porquê questionar-se só esta?

O que tem que se ver é se se justifica tal prática para todos os deputados.

Se não se justificar, acabar com ela, mas PARA TODOS.

 

E os seus amigos Cavaco e Passos foram a pé a Guimarães, não foi?

Que poupadinhos que são.



Carlos Marques
Pedro Pereira,


O que me incomoda é a falta de coerência... As acções devem acompanhar os discursos, ou acha que não? 




Quanto aos milhões, acho que já devia ter sido feita justiça... Mas sabe-se que quem rouba milhões escapa... Com milhões no bolso a justiça portuguesa é um cãozinho de colo...


Entrentanto, o povo vai pagando tudo: carros com motorista para os senhores políticos (nos países do Norte, ricos, não há disto como cá), decorações de gabinetes, nacionalizações descontroladas de bancos, etc.

deixado a 29/1/12 às 02:02
link | responder a comentário | início da discussão

Nightwish
Olhe, e eu quando vou em serviço para o Encontramento e para a Amadora, também devia pagar do meu bolso? É por não ser colaboracionista?


Carlos Marques
Vocês percebem muito bem o que está aqui em causa... Afinal são todos iguais, é isso?


José Peralta
Eu só falo por mim, Carlos Marques, mas acho que toda a gente "percebe muito bem o que está aqui em causa"...

São as suas (e não é o único !), formas de chutar para canto, com assuntos de "lana caprina", para não falar dos graves assaltos à coisa e à causa públicas, perpetrados pelos amigos e correligionários do Cavaco. certamente também seus, (que lhe façam bom proveito...).

Sobre esses, você nada diz, não critica, não acusa, mesmo que sinta a mão desses facínoras a entrar no seu bolso !

Quando vêm a público os escândalos que todos sabemos, BPN, BPP, a "pobreza" do Cavaco, etc,. etc., você há-de arranjar sempre maneira de olhar para o lado...e então "descobre", que o Louçã, "comete o crime" de gostar de velejar, (lembra-se ?), que a Ana Drago comete o "gravíssimo crime" de utilizar uma prerrogativa a que tem direito como deputada, e por aí adiante !

(Se fosse do PSD ou do CDS, nada a objectar, é claro...)

O que está "em causa", é o patente desconforto que  você e outros sentem, por este "lúmpen" que, previsívelmente, você ajudou a lá pôr.

E por isso os seus contra-argumentos, não passam de..."catrelhos" !

"Afinal, são todos iguais" !!!!!!!!!


Carlos Marques
Repito o que escrevi em cima: "Entrentanto, o povo vai pagando tudo: carros com motorista para os senhores políticos (nos países do Norte, ricos, não há disto como cá), decorações de gabinetes, nacionalizações descontroladas de bancos, etc."


Não é o montante da amoralidade que legitima ou não a coisa.

deixado a 29/1/12 às 21:02
link | responder a comentário | início da discussão

antónio pedro pereira

Sendo assim, o senhor Carlos Marque é igual a quem?

Nunca se interrogou sobre isso?

Faça-o, ou pensa que é espécime único?


deixado a 29/1/12 às 14:05
link | responder a comentário | início da discussão

Carlos Marques, qualquer quadro intermédio de qualquer empresa tem direito a carro nas suas deslocações de trabalho. Se não tiver carta, das duas, uma: ou lhe exigem que a tire, ou lhe fornecem um motorista. Se tiver carro próprio e o utilizar, pagam-lhe ao quilómetro.

É assim em toda a parte, não vale a pena inventar escândalos que só relevam do ódio e da má-fé.

deixado a 30/1/12 às 00:47
link | responder a comentário | início da discussão

Vergastador de pulhas
Eis o exemplo de um fdp laranja a tentar responder ao lado da notícia.São coisas como esta que estão à frente do governo de Portugal.São coisas como esta que nos roubam e nos lixam.São coisas como esta que devem ser consideradas como criminosos e como tal tratadas.Enquanto fala na Drago,quer esquecer que o patifório seu colega roubou milhões.Ou que outro patifório é um corrupto à escala submarina.
Que se mostre bem o que é um fdp do poder em Portugal.Uma coisa assim parecida com este canalha


Carlos Marques
Páre de me chamar fdp que eu não sou seu irmão...


E para a próxima deixe passar o efeito da erva antes de se pôr a escrever mais um daqueles textos que os comentários moderados do Arrastão apreciam e apoiam desde que sejam para ofender quem não pensa como os moderadores do mesmo. 

deixado a 29/1/12 às 21:04
link | responder a comentário | início da discussão

Anónimo
Será que pediu emprestados o pópó e o respectivo " ambrósio" ao Mota da mota? Mistério...


Carlos Marques
Boa pergunta... 


E será que o sr. Daniel Oliveira falou no caso Drago como falou do caso Mota?


Carlus
Ou de como um patife defende outro patife.Desta vez na mota do deputado do PP.Estão bem um para o outro.Escória de merda

deixado a 29/1/12 às 02:40
link | responder a comentário | início da discussão

Anónimo
 Reparemos pois nos horários, e preços, da CP, para viagens Capital - Guimarães. 80 euros, ida e volta, a que podiamos adicionar o táxi chegados a, e vindos de,  Guimarães (Sim, a deputada não se dirigia à estação de comboios = 2x táxi); a que poderíamos adicionar uma noite extra em hotel, porque, lá está, ir e vir de Guimarães à Capital, de transportes públicos, no mesmo dia, não é possível, como sabem todas as pessoas que os utilizam. Ora, presumindo que não foram comprar o carro, nem contratar o motorista, para esta viagem, a situação, e quem fala dela, qualificam-se a si próprios.






































Carlos Marques
Mas qual CP? Há autocarros expressos que ligam Lisboa a Guimarães todos os dias. Espanto-me que os esquerdistas não saibam. Ou só podem andar em transportes públicos de empresas públicas? 


http://www.rede-expressos.pt/


PREÇO DA IDA: 18:50
PREÇO DA VOLTA: 18:50


Mesmo com taxis em Guimarães e estadia numa pousada, caso fosse necessário, ainda poupava e, sobretudo, usava os transportes públicos.








Viagem de Ida:


LISBOA GUIMARAES (364 Kms)

Partida Chegada Preço Enlaces Período Frequência Serviço

07:00 12:00 18.50 11:00 - PORTO Diariamente Rede Expressos
08:00 12:43 18.50 Excepto Domingos e (2as se feriado) City Express
09:00 14:00 18.50 13:00 - PORTO Domingos ou (2as se feriado) Rede Expressos
14:00 18:35 18.50 17:35 - PORTO 2as, 3as, 4as, 5as, 6as excepto feriados Rede Expressos
15:15 19:58 18.50 Diariamente City Express
19:00 23:40 18.50 6as ou (5as se vespera de feriado) City Express

Viagem de Volta:


GUIMARAES LISBOA (364 Kms)

Partida Chegada Preço Enlaces Período Frequência Serviço

00:05 04:54 18.50 2as ou (3as se 2a feriado) City Express
08:30 13:19 18.50 Excepto Domingos e (2as se feriado) City Express
09:20 14:00 18.50 10:30 - PORTO 2as, 3as, 4as, 5as, 6as excepto feriados Rede Expressos
13:00 17:30 18.50 14:00 - PORTO Diariamente Rede Expressos
14:00 18:49 18.50 Excepto Domingos e (2as se feriado) City Express
17:05 00:30 18.50 20:00 - BRAGA Diariamente Rede Expressos
18:40 23:29 18.50 Domingos, (2as se feriado) City Express
18:45 23:30 18.50 20:00 - PORTO Domingos ou (2as se feriado) Rede Expressos
22:05 04:35 18.50 23:30 - BRAGA 5as, 6as excepto feriados e Domingos ou (2as se feriado) Rede Expressos


Nightwish
Sugira isso aos deputados europeus colaboracionistas, também podem ir de camioneta, escusam de ir em primeira classe.


Drang


   Carlos Marques você  não merece respeito, porque prova que  é muito desonesto.

    A  sua ladainha  merece  apenas que alguém mais atrevido lhe diga. TENHA VERGONHA NA PUTA DESSA  CARA.

       Você  tem o descaramento  de fazer um descabeche  destes por meia duzia de patacos que a Senhora gastou?

         Sabe quanto  enterrou Cavaco  Silva  numa lavaria que nunca chegou a ser usada,  nas minas de Aljustrel?

          Cerca de 24 milhões de contos (+- 100 milhões  de €).  Vá lá ver que  está tudo transformado num monte de sucata.

        Faça as contas  com este dinheiro quantas vezes podia Ana Drago ir a Guimarães? 


antónio pedro pereira

Drang: 

Conheço muito bem o processo de construção da lavaria (instalação de lavagem de minério) da mina de Aljustrel, passei juntinho a ela todos os meses durante anos. Fica junto à estrada que liga o IP2 a Aljustrel a partir de Alvalade-Sado, à entrada da vila, do lado direito.

O ministro da Indústria era o vidente (sobre a evolução da indústria, da economia, da banca, do mundo, especialista em energia e em… sacar o dele) Mira Amaral e o 1.º Ministro era Cavaco Silva, estávamos no início da década de 90.

A lavaria foi encomendada aos suecos, custou de facto à volta de 100 milhões de euros (na actual moeda) e quando estava pronta a mina foi encerrada, nunca trabalhou um único dia.

A mina foi reaberta há pouco, talvez um ano ou um pouco mais, eu deixei de por lá passar, não sei como está a situação, mas esteve pelo menos 20 anos encerrada.

Que grande competência e visão da evolução do mercado mundial do cobre por parte do «melhor governo de Portugal desde que Viriato andou pela Luistânia».

Mais o que são 100 milhões de euros comparados com a viagem de um deputada a Braga?

Uma gota de água no oceano.

Com papas e bolos se enganam os tolos (dos Carlos Marques).


deixado a 29/1/12 às 14:56
link | responder a comentário | início da discussão

Carlos Marques
Vocês são todos finos... Falam, mas depois querem é ir em popós de alta cilindrada como o outro da lambreta... 


antónio pedro pereira

Carlos Marques:

O seu amigo, o impoluto ministro Relvas, apesar de ter 3 motoristas ao serviço da Secretaria-Geral do Ministério dos Assuntos Parlamentares contratou um 4.º por ajuste directo, no valor de 73.446,00 euros/ano (Data de publicação 24/11/2011, n.º de procedimento 381418) e o motorista chama-se Alexandre José Pinheiro Meireles. Quem era este motorista? Era o motorista do Grupo Parlamentar do PSD, exonerado por Despacho n.º 6812/2010, de 12/04/2010, da Secretária-Geral da Assembleia da República, Adelina Sá Carvalho.

Trata-se de uma nomeação encoberta (por ajuste directo) que, por isso, não consta nas listas da Página da Transparência do governo.

Tudo está bem quando acaba bem.

Depois nós é que somos todos iguais.

Continue a barafustar contra os 100 euros da viagem da deputada Drago a Braga, os seus amigos do PSD e do governo agradecem e retribuem-lhe por este fumo para enevoar estas nomeações exemplares.

E é um governo patriota, austero, que faria se não fosse.

Gostaria de o ouvir agora.



Luis Carvalho
o contrato é por 912 dias, serão 30 meses, pelo valor mensal de 2480€. Não quer dizer que não seja há mesma um absurdo por um motorista, mas convém ser rigoroso também nas críticas.

deixado a 31/1/12 às 11:26
link | responder a comentário | início da discussão

José Peralta
Aí está ! Carlos Marques no seu "melhor"...

Nem se dá conta da infantilidade destes argumentos !

Como não tem nada para dizer, vem com este "argumento" do "vocês são todos finos...querem é andar de pópós" !!!!!! 
Estou completamente arrasado com "a força da razão" do Marques !

Nem tenho palavras para o contestar...


deixado a 29/1/12 às 20:49
link | responder a comentário | início da discussão

Drang

"Carlos Marques
Vocês são todos finos... Falam, mas depois querem é ir em popós de alta cilindrada como o outro da lambreta..."
 
          Meu Caro Senhor! Costumo  tratar as coisas com a seriedade que  merecem. E ainda mais quando  está  em causa o bom nome  e a vida das  pessoas.
 Já devia ter reparado nisso, porque não é a primeira vez que participo neste espaço de debates.
        Mas se o senhor pretende apenas  fazer chincana  politica, e se serve da intrujice como meio para alcançar  os seus objetivos politico/ideologicos,  isso já se trata de uma questão moral da sua parte.
 
            Face à sua  obtinação desbragada em preocupar-se com uma viagem que alguém fez  de Lisboa a Guimarães, como isso representa-se a causa de todos os males que o país enfrenta,  confrotei-o com o desboche dos dinheiros publicos praticado irresponsávelmente  por aqueles que lhe são queridos  na cena politica.
 À falta de argumentos teve a infeliz "amabilidade"  de me responder com mais  um dos seus sensacionais  disparates.
 
       
   
         
           

deixado a 30/1/12 às 22:59
link | responder a comentário | início da discussão

O passe do prostituto
Olha o melro a mostrar os preços da CP.Antes do gatuno do governo subir os preços?Ou antes do amigo do passos,o catroga ter ido roubar para a EDP?
Um fdp a desviar a atenção para que não se veja os amigos que o fdp tem.
Um escarro este Marques.
Puáh

deixado a 29/1/12 às 02:43
link | responder a comentário | início da discussão

Em cheio
Carlos marques?Mas este não é o gajo que anda por aqui a fazer o trabalho do dono da tasca dele?E que perante uma notícia que não lhe agrada desata a fazer aquilo que mais sabe?A tentar esconder a merda do dono?Mas este tipo não é um fdp de alto coturno?Ou seja,do covil de ladrões que dá pelo nome de PSD?Sob o comando do Passos o coelho?

deixado a 29/1/12 às 02:33
link | responder a comentário | início da discussão

xuxu
Voces (arrastao) deviam ter uma politica mais dura de moderacao.

Como se ve aqui a discussao foi completamente raptada do original.

E evitem as questoes de censura por favor. Entao que chamam aos blogues que nao permitem comentarios? Isto e a vossa casa e voces fazem o que querem.

A mim parece-me que a teem a casa pouco limpa... Mas e apenas a minha opiniao de visitante, claro


a_preferida_do_piotr
Xuxu,
a liberdade de expressão e opinião deve comportar derivações.

deixado a 29/1/12 às 22:55
link | responder a comentário | início da discussão

ZMS
Mas ainda temos soberania???? 

deixado a 28/1/12 às 13:58
link | responder a comentário

LX
Os países perdem a soberania no momento em que passam a estar dependentes de um oligopólio de bancos para fazerem a sua gestão diária.


Quando um Estado depende de empréstimos (externos ou internos) para gestão corrente - e não para investimento - já perdeu toda a soberania, sendo só uma questão de tempo para os credores ditarem as suas leis.


A perda de soberania é resultado da gestão danosa dos governos. E o facto de essa gestão ter sido danosa não dá boas perspectivas para a gestão que se lhe segue, o que leva os credores a intrometerem-se.


Vejo toda a gente a insurgir-se contra a Alemanha. Porque é que não nos insurgimos contra os Governos que contraíram as dívidas e alienaram a soberania dos Estados? Teremos daqui aprendido alguma lição ou vamos voltar a fazer do mesmo um dia destes?

deixado a 28/1/12 às 14:16
link | responder a comentário | discussão

Nightwish
Fico à espera, deitado, que me diga qual é o país que não "depende de empréstimos (externos ou internos) para gestão corrente, pelo menos por um prazo superior a 10 anos.

deixado a 28/1/12 às 22:11
link | responder a comentário | início da discussão

Gungunhana Meirelles
O rigoroso retrato pelo documentarista Quintino Taradinho é bem escolhido e impressionante de realismo, e as múltiplas atrocidades -- mais que justificadas, como está bem de ver -- sobre alemães no decurso da sua obra prima citada, um fartote de gargalhar de que todos os espectadores saem bem dispostos e prazenteiros. Mais dados <a href="http://robertfaurisson.blogspot.com/2011/10/third-reich-came-to-aid-of-greece.html">aqui</a> e referência para vários pontos de partida <a href="http://www.unhommefaurisson.com/">aqui</a>. Para melhor compreensão da persistência das imagens, rebobinar até <a href="http://www.disclose.tv/action/viewvideo/70196/Hitler_calls_out_England_on_Palestine_occupation/">aqui</a> [*].
_________________

[*] Referências (difíceis de encontrar, vá-se lá saber porquê) para o último clip: até aos 01:28, excerpto do discurso ao Reichstag de 28 de Abril de 1939, (a «Resposta a Roosevelt», tradução para inglês <a href="http://comicism.tripod.com/390428.html">aqui</a>); a partir dos 01:28, excerpto de um discurso de 1938 durante a crise dos Sudetas (transcrição parcial para inglês <a href="http://mondoweiss.net/2011/03/weiner-baird-debate-lived-up-to-its-billing.html">aqui</a>).

deixado a 28/1/12 às 14:32
link | responder a comentário | discussão

Gungunhana Meirelles
Nein! Nein! Nein! Mas que droga de blogue este que nem o html de endereços citados interpreta...


É um problema do sapo (gerido por especialistas alemães) que não interpreta isso, desformata os textos, conta mal os caracteres e nem sequer consegue guardar os dados mesmo com a cruzinha.

Aguarda-se a chegado do Paulo Querido o maior especialista da Europa Central que por enquanto está retido em Belém.
Faz parte do presépio e o senhor pode imaginar qual o lugar do mesmo.


 

deixado a 28/1/12 às 18:30
link | responder a comentário | início da discussão

Rui F
Soberania????
Mas Portugal é soberano onde??

O Problema é que a Europa menos corrupta - ainda que capitalista até ao osso - cansou-se de ser aldrabada por Italianos, Portugueses, Espanhóis, etc.

Viver em comunidade é ter direitos e deveres....OU A ESQUERDA ESQUECEU-SE? E...se a resistência Grega for duradoura como desejas, os f*...dos são os próprios Gregos.
Ou dúvidas?

E digo-te mais...se quiserem fazer o mesmo por cá - "não pagamos", "cagando a quem emprestou o dinheiro", "que se fodam os compromissos", etc -  sou eu o primeiro a alistar-me na emigração. Mas com toda a cagança mesmo. Quem cá ficar que se fo...da!

Honestamente, agora é que eu não percebo onde é que a esquerda extrema quer chegar...

deixado a 28/1/12 às 14:39
link | responder a comentário | discussão

Anónimo
A que aldrabices se refere? Às dos dois submarinos vendidos a Portugal ou às dos sete (sete!!!) vendidos à Grécia? Ou refere-se às milhares de aldrabices que, sob o nome de Mercedes, BMW e Audi, circulam nas nossas estradas, cujo pagamento os alemães, coitadinhos!, ainda pacientemente aguardam?
 Claro que portugueses, gregos, italianos, espanhóis e demais "raças inferiores" merecem a danação eterna do Inferno da austeridade. Claro que essa pena infernal só terá os efeitos pedagogicamente desejados, quando esses povos regredirem aos tempos da pedra lascada. Afinal de contas, todos eles cometeram o pecado capital de viverem "acima das suas possibilidades". Comparadas com tal crime, as proezas germânicas do desencadear da Guerra Franco-Prussiana, da Primeira e Segunda Guerras Mundiais, nada são. Afinal de contas, nisto da história dos povos e das nações, há que ter sempre presente a noção de proporcionalidade...


JgMenos
Não nos podemos esqueçer que já Caim era provavelmente alemão!
E nós, povo da esquerda, somos sempre as vítimas.
Ou porque o leite materno foi de má qualidade, ou porque os capitalistas nos exploram deixandos-nos comprar umas coisinhas a crédito; somos sempre vítimas, sempre coitadinhos...
Não há paciência!


Anónimo
Não, excelentíssimo senhor, muito pelo contrário: nós, com o nosso poder imenso no governo deste nosso Mundo, somos sempre (qual a dúvida?), os tenebrosos algozes.
 Quanto a Caim, se era alemão ou não, isso não sei; mas outra coisa sei eu e toda agente com dois olhinhos na cara e dois neurónios a funcionar: não poucos alemães pensavam, e isto  não há muito tempo, que Deus era alemão. E foi o que se viu...


Anónimo
E, meu caro amigo, entenda, por favor, uma coisa: ao falar dos pópós eu não quis criticar quem os conduz. Pura e simplesmente digo que quem os conduz os pagou e pagou-os à Alemanha, Alemanha essa que enriqueceu mais um bocadinho com o dinheiro fruto do trabalho daqueles que a senhora Merkel diz serem uns parasitas. É que se houve alguém que viveu acima das suas possibilidades, outros houve que lucraram, e muito, com esse estilo de vida. Eles já sabiam que a coisa não podia durar, mas avisos seus não os ouvimos. E sabe porquê? O "status quo" interessava-lhes ( lucraram bastante com ele), como lhes interessa o enterrar dos países devedores em programas de resgate com juros agiotas ( com eles lucram, e lucrarão, até verem o fundo ao tacho). De todo inusitado é vermos portugueses aplaudirem, a mãos ambas, tais comportamentos. Inusitado, contudo não completamente de estranhar: não é nossa essa costelinha judaico-cristã que vê no sofrimento, auto ou hetero-imposto, o mais seguro e virtuoso caminho de acesso às bem-aventuranças celestiais?


Anónimo
«Eles já sabiam que a coisa não podia durar, mas avisos seus não os ouvimos.»
Desses é que eu gostava de ouvir falar!
E convinham que fossem portugueses, que a soberania é auto-governo, e não declararmo-nos vítimas de seduções estrangeiras!


Anónimo
"Erros meus, má fortuna..." e pulhices próprias e alheias em nossa perdição se conjugaram. É claro, os erros e a má fortuna aqui sobejam, que para nós bastam dois nomes somente: Cavaco e "sus muchachos". Ó apagada e vil tristeza|

deixado a 29/1/12 às 12:46
link | responder a comentário | início da discussão

antónio pedro pereira

Senhor JgMenos:

É evidente que temos responsabilidades nas asneiras que fizemos, mas a nossa situação não decorre só das asneiras que fizemos (nem principalmente das asneiras que fizemos, se se estiver a referir só aos gastos mal feitos); decorre da asneira da entrada no euro, de estarmos a competir na «Liga dos Campeões» com o Casa Pia ou o Sandinense (quando nem o FCP ou o Benfica têm unhas para lá estar). A economia portuguesa, que nunca esteve à altura das economias desenvolvidas da Europa, nunca se portou tão mal como desde que entrámos no euro, uma moeda forte para economias fortes. E quando a economia não produz riqueza tem que se pedir emprestado, foi o que fizemos à fartazana. A única hipótese é produzir o suficiente para viver, mas como se somos fracos e temos que competir com os fortes dentro de uma moeda forte? Essa é a verdadeira razão.

(continua)


deixado a 28/1/12 às 19:27
link | responder a comentário | início da discussão

antónio pedro pereira

(continuação)

Mas ainda há alemães com lucidez para compensar os portugueses tontos como o senhor.

 

Passou quase despercebido na comunicação social portuguesa, mas pela sua importância sobre a crise na Europa e o papel da Alemanha em tudo isto, vou aqui transcrever em português algumas partes do discurso de Helmut Schmidt (chanceler da RFA entre 1974-1982) no último Congresso do SPD, em Berlim:

 

«(...) Mas simultaneamente desenvolveu-se um grave erro, nomeadamente os enormes excedentes da nossa balança comercial. Desde há anos que os excedentes representam 5% do nosso PIB. São comparáveis aos excedentes da China. Isto não nos é completamente claro porque os excedentes não se contabilizam em marcos, mas em euros. Mas é necessário que os nossos políticos se consciencializem desta circunstância. Porque todos os nossos excedentes são, na realidade, os défices dos outros. As exigências que temos para com os outros são as suas dívidas. Trata-se de uma violação irritante do que por nós é elevado a ideal legal do «equilíbrio da economia externa». Esta violação tem que inquietar os nossos parceiros. E quando ultimamente aparecem vozes estrangeiras, na maioria dos casos vozes americanas – entretanto vêm de muitos lados – que exigem da Alemanha um papel de condução europeia, então isso desperta nos nossos vizinhos mais desconfiança. E acorda más recordações. Esta evolução económica e a simultânea crise da capacidade de acção dos órgãos da união europeia empurraram de novo a Alemanha para um papel central. A chanceler aceitou solícita este papel juntamente com o presidente francês. Mas há, de novo, em muitas capitais europeias e também em muitos media uma crescente preocupação com o domínio alemão. Desta vez não se trata de uma potência militar e política central, mas sim de um potente centro económico.»

 

[Excerto do discurso de Helmut Schmidt no Congresso do SPD, 4 Dezembro 2011, Berlim]



JgMenos
Que me chame tonto, pouco me importa.
Que me diga que só fizemos asneiras, excede as minhas expectativas.
A mim bastar-me-ia acreditar que só tenhamos feito algumas, mas demasiado graves.
Pior é que nos mantenhamos a fazê-las, que acreditemos que o caminho para a frente não tenha que ser diferente ao passado, e que se queira crescer a economia alavancando-o com mais dívida e mantendo o consumo, quando não há crédito. Nem haverá enquanto não tivermos o consumo e a despesa em níveis que possam considerar-se um razoável ponto de partida para o crescimento.

deixado a 29/1/12 às 00:33
link | responder a comentário | início da discussão

Rui F
Mein Freunde

Os Alemães fizeram o trabalho deles, condenando os corruptos da Ferrostaal...e Portugal? eim?
Mas...que culpa têm os Alemães de produzirem bons carros que caem no goto de qualquer cidadão??? Conheço dezenas de pessoas de Esquerda com Mercedes e BM's!

Os Gregos não esconderam as contas anos e anos??? Os Portugueses - não é DR Bagão??? - não esconderam contas, camuflando défices, como o governo anterior? Quantos buracos nas contas Portuguesas e parcerias PPP miseráveis para as contas públicas??

Meu amigo...a Merkel não olha aos 3 milhões de Portugueses em cima do limiar de pobreza.  Olha-nos a todos.


Anónimo
"Os gregos"? "Os portugueses"? Tem toda a razão meu caro. Revejo-me plenamente nas suas palavras: eu, como bom cidadão português que sou, ainda tenho ali, camufladas entre as traseiras do frigorífico e a parede, as provas de umas contas manhosas de umas parcerias público/privadas por mim celebradas.
 Quanto aos submarinos, a empresa que os forneceu já devolveu o dinheiro conseguido com o contrato fraudolento?
 No que concerne à senhora Merkel, o que mais me preocupa é a esclarecidíssima opinião de tal génio político. Façam os governos portugueses o que fizerem, nada será o bastante para contentar a autêntica "vendetta" que a sobredita senhora lançou sobre os "malandros" do Sul. Nunca vi um moribundo tentar agradar tanto ao seu futuro coveiro, sendo que esse moribundo não dá pelo nome de Portugal, mas sim pelo de Europa.


Rui F
Anónimo

Obviamente que cada um  - tu e  eu - temos visões diferentes sobre patriotismo.
Os problemas de casa resolvo-os em casa.

Prefiro estar de cara lavada no mundo.
Cada um é como cada qual.


Anónimo
Explica-me lá uma coisa: desde que entrámos na Europa dos ricos, temos resolvido os problemas de casa com o dinheiro de quem? E, nessa altura, durante o consulado cavaquista, alguém se preocupou com a forma escabrosa como os fundos europeus eram por aqui desbaratados? Alguém se preocupou como era vista, lá nessa Europa, essa dissipação? Não, a Europa era encarada como a substituta da teta africana e, enquanto o leite e o mel jorrassem em forma de ajudas comunitárias, a malta queria lá saber do que pensavam de nós e das nossas acções. Só os pobrezinhos têm vergonha e nós, na altura, éramos (novos) ricos. 
 Com a devida vénia, caro amigo, não se trata aqui de visões diferentes de patriotismo; trata-se, isso sim, de cruel constatação da realidade: bem podemos querer andar de cara lavada no Mundo, que o Mundo não olha para nós. E, de mais a mais, como já deves ter percebido, o sabão já não é fabricado por nós e querem que o compremos a preço exorbitante. Saudações.


Rui F
Anónimo

Nessa altura a Europa era a teta da vaca e gostava de sê-lo. Na realidade meteu muito cá. Uns comeram milhões pla porta do cavalo, outros comeram tostões pela via do expediente.
Toda agente sabia das falcatruas e da desbunda; comentava-se no café, nas fábricas e pouco mais. O Cavaquismo não tinha tempo a perder e o Guterrismo perdeu a vergonha.

Os corruptos ficaram à solta;
os cavadores de buracos continuaram a ganhar eleições.
Os vigaristas ficaram com pena suspensa ou meteram recurso eterno até à absolvição;
e a culpa é dos Alemães e por isso não lhes vamos pagar????

Não entro por aí...desculpa.


Anónimo
O.K., é uma opinião, respeitável como outra qualquer bem fundamentada. E devo assinalar que, no essencial, não divergimos. Saudações.

deixado a 29/1/12 às 22:25
link | responder a comentário | início da discussão

Anónimo
...O que não impede que continue a pensar que a senhora Merkel está quotidianamente a cavar a sepultura onde será enterrada ( bem fundo!) a UE. Como, mais tarde ou mais cedo, constataremos. Mais saudações.

deixado a 29/1/12 às 22:35
link | responder a comentário | início da discussão

Nightwish
A Alemanha já pagou as restituições dos danos causados pela guerra?


Anónimo
Não só não pagaram, como tiveram, pelo menos, uma recaída. Refiro-me concretamente ao apoio dado, durante o conflito jugoslavo, à Croácia. Apoio prestado em dinheiro, armas, "conselheiros" militares, recrutamento de mercenários e apoio diplomático. As velhas alianças contam muito e pouco importou ao governo alemão a matriz filo-ustacha dos secessionistas croatas. Nessa altura, como agora, esteve-se borrifando para a unidade europeia e reconheceu, orgulhosamente só, o regime dos netinhos de Ante Pavelic. É claro que nada disto é agora lembrado, e compreende-se a razão de tal (conveniente) falta de memória: a UE comportou-se, em relação ao conflito nos Balcãs, de forma vergonhosa.

deixado a 29/1/12 às 12:32
link | responder a comentário | início da discussão

Nightwish
"se quiserem fazer o mesmo por cá - "não pagamos", "cagando a quem emprestou o dinheiro", "que se fodam os compromissos", etc -  sou eu o primeiro a alistar-me na emigração. Mas com toda a cagança mesmo. Quem cá ficar que se fo...da!"

Só é preciso isso? Leva os fados e os Costas consigo?
Onde assino?


Rui F
Night

deixo o Gulag só para ti


Nightwish
E você prefere a Europa medieval.


Rui F
Boa!

Emigrarei pra Europa medieval!


Nightwish
Não precisa! O modelo feudalista foi o mais votado e ainda é o mais apoiado em Portugal por um grande conjunto de colaboracionistas.

deixado a 29/1/12 às 20:20
link | responder a comentário | início da discussão

Distribuidor de ossos
Béu-béu.
Um osso para o rapaz.
Da parte de Merkel que gosta de coisas assim.Como o Coelho

deixado a 29/1/12 às 02:45
link | responder a comentário | início da discussão

Anónimo
a corrupção é a mão direita postiça que mexe na merda e a espalha convenientemente para que te fartes do cheiro e abdiques de aqui estar. ela é conveniente e conivente com quem com ela conta para que quem cá está se farte de estar e deixe de fazer o que poderia fazer, ou seja, dizer a quem faz de mão postiça que deixe de espalhar merda, que espirre as notas que lhe entopem o nariz. há quem ganhe muito com fazer um cagalhãozito parecer uma estrumeira. meia duzia de filhos da puta não enche um território de merdas. não te vás embora.

deixado a 31/1/12 às 03:58
link | responder a comentário | início da discussão

Nós, o Povo, elegemos um governo com um mandato político. Para cumprir este mandato, demos-lhe um mandato económico. Para cumprir este, demos-lhe um mandato financeiro. Por esta ordem de prioridades. Se o governo inverter o seu mandato em obediência a qualquer imposição externa, estará a agir sem legitimidade democrática. Nada do que assinar poderá ser considerado vinculativo para Portugal.

deixado a 28/1/12 às 15:09
link | responder a comentário

O ideal é sempre não ter dívidas. As dívidas fazem-nos, a nós país, empresa ou particular, dependente de outros para pagar a dívida ou se não pagar a sanções duríssimas.
O melhor é pagar e não fazer mais dívidas, apostando antes na agricultura, pesca,  indústria, etc. para não termos que depender do estrangeiro.
Se os gregos estavam mal ainda vão ficar pior.
Quanto a Portugal, os nossos políticos aceitam tudo o que vem do estrangeiro, pelo que se a Merkel disser que Portugal tem de transferir a soberania  orçamental, os  nossos governantes dizem. Amén.
S´lamento que estes governantes peçam em nosso nome, gastem o que é nosso e depois nos  obriguem a pagar por causa de erros seus.
Quanto à deputada Ana Drago, é normal, afinal é deputada, logo não podia ir de transportes públicos, isso é para o povo pobre e trabalhador. Os políticos em Portugal agem todos da mesma forma, sejam eles do PSD, do PS ou do BE.

 

deixado a 28/1/12 às 15:45
link | responder a comentário

anónimo
E que tal um post sobre o maior ataque nazi à liberdade de expressão que tem sido silenciado pelos meios de comunicação portugueses através do ACTA
que é muito pior que a sopa e que foi negociado e aprovado por quase todos os governos que são corruptos da Europa.
.

O NeoNazi Murdoch quer acabar com a liberdade de expressão na internet e obrigar as pessoas a comerem veneno=transgénicos=cancro.

Além de acabarem com os genéricos e com a agricultura orgânica natural livre de herbicidas e insecticidas para os substituírem pelos cancerígenos transgénicos e controlarem toda a produção alimentar.

http://www.youtube.com/watch?v=yQ56UNL5zeo

http://www.avaaz.org/en/save_the_internet_action_center_b/?slideshow


https://www.accessnow.org/page/s/just-say-no-to-acta

http://www.youtube.com/watch?v=cYO2k_o16E0


Preparem-se para especulação desregulada e nazi do mercado alimentar se esta lei passar.

http://www.youtube.com/watch?v=8RVAgD44AGg



deixado a 28/1/12 às 16:23
link | responder a comentário

anónimo
O Acta significa  que:

1. Vão ter acesso ao seu nome, endereço de e-mail, número de telefone, os dados de seu cartão de crédito ...

2. Vão poder  coletar informações sobre quais os serviços que você usa e como usá-los.

3. Vão poder  coletar dados específicos sobre o dispositivo (por exemplo, o modelo do computador, versão do sistema operacional, os identificadores únicos e dados através da rede móvel, incluindo número de telefone).

4. informações detalhadas sobre como usa o serviço de internet  (por exemplo, suas consultas de pesquisa) e os dados de telefone, por exemplo, seu número de telefone, o número da pessoa que faz os números de encaminhamento de chamada, hora e data do chamadas, duração da chamada, informações sobre o roteamento de mensagens SMS e tipos de chamadas, etc.

5. Rastreamento de seu endereço IP.

6. Terão todas as informações sobre o seu dispositivo, por exemplo, falhas, a atividade do sistema, configurações de hardware, tipo de navegador, idioma do navegador, data e hora do seu pedido e URLs de referência, etc. (Ou seja, tudo que você faz com a sua máquina).

7. Vão poder  registar a sua localização física, através do tratamento de dados sobre sua localização real, por exemplo, os sinais de GPS enviados por um dispositivo móvel (ou seja, se você estiver em casa, no trabalho ou andando na rua).

8. Armazenar e utilizar toda a  informação sobre as pessoas.

9. Vão poder  combinar as suas  informações pessoais de um serviço com informações de outros serviços do Google, incluindo informações pessoais.

10. Vão poder  compartilhar suas informações pessoais para empresas, organizações ou indivíduos fora do Google.

11. Vão poder  compartilhar as suas informações pessoais para empresas, organizações ou indivíduos fora do Google se você acredita em boa fé, que há uma necessidade (????) (???) (???) acesso razoável a esses dados, ou utilizar, manter ou divulgações para:

12 Atender a qualquer exigência de uma autoridade judiciária ou administrativa (ou seja, FBI, SOPA Act, a Lei Sinde, etc.)


O acordo também prevê medidas que podem ser tomadas por autoridades alfandegárias, explica Souza. E isso pode significar a fiscalização e apreensão de bens como mp3 players e notebooks. Basta a existência de suspeita de que tais bens possam contar com conteúdo que viola direitos autorais.
Outro ponto também de  preocupação é no que este tratado pode afetar cargas e mercadorias em trânsito. Um exemplo é o que aconteceu com o Brasil, há cerca de dois anos, quando a Índia enviou ao país um carregamento de medicamentos genéricos. A carga acabou retida na Holanda, pois infringia as leis daquele país.

A posição do Itamaraty em relação ao acordo é clara. Em nota oficial à EXAME.com, o órgão diplomático brasileiro declara não reconhecer a legitimidade do Acta. A principal justificativa é que o tratado não foi discutido em âmbito de órgãos multilaterais, como a própria ONU ou OMC (Organização Mundial do Comércio).
O Itamaraty enxerga o Acta como um acordo firmado entre membros de um “clube” pouco transparente e que, portanto, não vai contar com o apoio ou assinatura do Brasil. Ainda no comunicado, o órgão reafirma o compromisso do país com discussões abertas sobre propriedade intelectual e defende que leis internacionais devem ser democráticas.
Do lado das ONGs, os franceses do Le Quadrature du Net – organização que alerta governos e a sociedade sobre projetos que ameaçam liberdades civis na web – veem a assinatura do acordo pela UE como armadilha para democracia. E, nem mesmo os temidos hacktivistas do Anonymous ficaram de fora do time de críticos ao tratado. Em tuítes recentes, o grupo deixa clara a posição contrária ao acordo e promete retaliações.
Apesar da posição contrária do Brasil, alerta Souza, isso não significa que o país não sofrerá pressões externas para reconhecer o Acta, que pode vir a ser usado como medida coercitiva.

deixado a 28/1/12 às 16:25
link | responder a comentário

Comentar post

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador