Sexta-feira, 24 de Fevereiro de 2012
por Sérgio Lavos

 

Estava pacificamente a ler este texto do Ricardo Alves quando me deparei com a palavra "tolinho". Mas depois vi melhor e era "todinho". Tolinho, no entanto, seria mais apropriado. Para classificar o voto contra do PCP na votação de hoje. Parece que até votou contra o projecto do seu own private Idaho, o PEV. Tolinho, sim, e contudo coerente. Não interessa que o casamento entre pessoas do mesmo sexo seja legal e que os membros de um casal de gays ou lésbicas possam adoptar individualmente. É absurdo? Direi mais, é de loucos. Mas o PCP, na senda de um passado de perseguição aos homossexuais, manteve-se fiel aos seus princípios e votou na hipocrisia. Prefere que gays e lésbicas possam casar, levar filhos de anteriores casamentos, engravidar - no caso das mulheres, - adoptar sozinhos, mas nunca, credo, nunca, que dois pais ou duas mães possam ter o mesmos direitos que um homem e uma mulher que vivam juntos ou até separados. Que o CDS-PP (menos um deputado, valha-me Deus, menos um) tenha votado contra os projectos do Bloco de Esquerda e do PEV, não admira. Também não surpreende que ao deputado Telmo Correia cause asco a clarificação do que é escondido; a direita cristã tem cunha metida junto de Nosso Senhor Deus Todo Poderoso para a precipitação em tempo de seca, para a resolução dos problemas de emprego e para homossexuais que não conseguem sair do armário. Mas nunca terá para quem abertamente assume a sua identidade sexual e deseje ter uma família tal qual como os cidadãos que escolhem não casar-se com uma pessoa do mesmo sexo. "Contraria o criador", tal "experimentalismo social" e não, não se ouviu isto num púlpito de uma qualquer seita protestante norte-americana, mas numa bancada do Parlamento português. Sinceramente, não sei e prefiro não saber em que estaria Telmo Correia a pensar quando fez tal afirmação. O líder do seu partido que trate do problema. Adiante. Que o CDS e o PSD se entricheirem neste moralismo hipócrita, é previsível. Não surpreende - e parabéns aos deputados dos dois partidos que votaram a favor dos projectos, demonstrando que ainda há liberdade no meio de tanta beatice. Que o PS vote de forma táctica, aceito - é difícil exigir mais ao partido da abstenção violenta. Mas que o PCP alinhe na farsa, enfim, é uma tristeza. Seria pedir muito esquecerem os tempos de perseguição a Júlio Fogaça? Deixarem de ser tolinhos está apenas nas vossas mãos. Ceder ao preconceito não está nos genes, é uma escolha de vida.


por Sérgio Lavos
link do post | partilhar

Caro Sergio


o teu post é de uma demagogia atroz. O PCP foi quem propôs a inscrição na constituição da impossibilidade de discriminação com base na orientação sexual. Posso não concordar com esta posição assumida pelo Partido, mas o que fazes é exactamente igual ao que faz a direita ao classificar a Esquerda e o seu passado. 


Ou, por acaso, os loas à Albânia, à Republica Democrática do Campuchea do Norte e ao Grande Mao não são elementos comuns ao passado de muitos companheiros teus?  


É legitimo utilizá-lo para dizer que o Bloco é um firme apoiante dos khmers vermelhos? Da China maoista?


Admito a critica, a estigmatização oprtunista não.

deixado a 25/2/12 às 12:18
link | responder a comentário

Caro Rafael,


Precisamente por não duvidar da importância dos contributos do PCP na luta pelos direitos dos homossexuais é que fiquei surpreendido e indignado com o voto contra de ontem. Se o meu texto é demagógico, a posição do partido é de uma hipocrisia atroz, presa de um tacitismo incompreensível numa questão como esta. Como não acredito que o PCP tenha votado contra por ter sido proposto pelo BE, tenho de acreditar no comunicado do partido sobre a questão. E basicamente versa sobre a "sociedade ainda não estar preparada para aceitar a adopção por homossexuais". Brincamos ou quê? A lei actual permite a adopção por homossexuais, desde que não sejam casados com pessoas do mesmo sexo. A oposição do partido simplesmente legitima a hipocrisia, à velha maneira da democracia cristã. É incompreensível.
Ah, e parem lá com a vitimização e assumam ou criticam as decisões do partido. Já dei para esse peditório. 

deixado a 25/2/12 às 13:01
link | responder a comentário | início da discussão

A.Silva
"Mas o PCP, na senda de um passado de perseguição aos homossexuais."

"Precisamente por não duvidar da importância dos contributos do PCP na luta pelos direitos dos homossexuais"

Qual dos dois Sérgios é que é diz aquilo que pensa e sente?

Não seria melhor reflectir um pouco antes de se passar a um ataque que parece fundado em preconceito?

deixado a 25/2/12 às 23:02
link | responder a comentário | início da discussão

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Email

Password


Este Blog tem comentários moderados

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador