Quinta-feira, 15 de Março de 2012
por Sérgio Lavos

 

Gosto muito de ler a Helena Matos. Dentro do género feminino, é a minha ex-maoísta preferida - e não interessa se não conheço outra. Em geral, até aprecio mais as qualidades do Pacheco Pereira, mas a Helena leva a palma a qualquer antigo lutador do exércio do povo num aspecto: a maneira como (não) lida com os seus fantasmas de juventude em revolta.

 

Olha-se para os posts mais recentes do Blasfémias, e vê-se a Helena indignada com o facto do povo de Beja estar indignado com a nova toponímia do munícipio. É bestial, o raciocínio de Helena. Pois não houvera o povo de aceitar que as ruas da cidade levassem o nome de antigos bufos da PIDE. Caramba, o salazarismo foi uma ditadura tão fofinha, comparado às maldades de Agostinho Neto e de Che Guevara. O delírio não paga imposto, e acaba por ser louvável o combate diário que leva a cabo no blogue onde escreve, no jornal que lhe paga - há ainda algum? O Público parece que dispensou os seus serviços - e nas intervenções televisivas, esconjurando do seu corpo antigos amores, que a possuíram em tempos. A ir por estes caminho, a culpa apenas será aplacada quando o cilício apertar forte ou ela engrossar as brigadas internacionalistas de uma quaquer Frente Nacional. Esperemos por esse dia.

 

Mas, enquanto não chegamos lá, rejubilemos. No post seguinte, Helena estremece de frémito; o povo apedrejou autocarros algures em Lisboa, e isso levou a que a Carris esteja a repensar as supressões que levou a que aquela parte da cidade ficasse com um serviço de transportes de terceiro mundo. "Apedrejar compensa!", escreve Helena, e quase se consegue adivinhar a lágrima que lhe correu pelo rosto, ao recordar os tempos em que o cocktail molotof era a caneta que ganhava batalhas, conquistava o mundo! Nas ruas, claro, que as revoluções não são para se fazer sentado à frente do PC. A velha veia revolucionária, latejante, ao ver que o monopólio da violência que o Estado detém pode, a qualquer momento, ser beliscado pela vontade do povo. 

 

Claro que ela disfarça, e se indigna muito com as "reengenharias sociais" que os seus antigos companheiros de armas estão a estimular, com a imprensa de esquerda que domina o país e tal e tal, e por aí fora. Mas eu, por ser um grande admirador, de longa data, sei ler nas entrelinhas. Os amanhãs que cantam fazem ferver o sangue, a luta estimula, o combate pela liberdade e pela justiça social empolga! Helena, camarada, estou contigo: quando voltares a sair do armário onde te enfiaste, serei o teu primeiro defensor. Nunca é tarde para voltar a antigas paixões...


por Sérgio Lavos
link do post | comentar | partilhar

35 comentários:
antónio pedro pereira

Há tempos encontrei este texto delicioso no blogue «Vida Breve»; penso que retrata muito bem os Posts de Helena Matos.

Dizia assim:

Escreva você mesmo o próximo post da Helena Matos. 

Lorem a esquerda ipsum subsídios dolor o Estado, consectetur a esquerda. Lacinia funcionários públicos orci direitos adquiridos at ipsum subsídios non greves viverra sindicalistas neque a esquerda volutpat politicamente correcto. Nulla queixumes convallis dependentes tempus apoios sociais lectus exigências nec Soares dos Santos euismod prejuízos ao Estado. Aenean rendimento mínimo malesuada, défice metus a esquerda quis marxistas interdum greves adipiscing, diam sem autoproclamadas pessoas da cultura auctor lacus politicamente correcto, vitae suscipit capitalistas honestos diam erat banqueiros empreendedores sed esquerda oportunistas felis.

 

É muito fácil. Mantenha todas as palavras que estão em português e substitua o latim por uma merda qualquer. Em caso de dúvida, siga este exemplo (http://blasfemias.net/2012/01/05/cartilha-socialista/).

(In blogue: Vida breve (http://vidabreve.wordpress.com/)) 


deixado a 15/3/12 às 22:51
link | responder a comentário

XisPto
"... O delírio não paga imposto, e acaba por ser louvável o combate diário que leva a cabo no blogue onde escreve, no jornal que lhe paga - há ainda algum? O Público parece que dispensou os seus serviços - e nas intervenções televisivas, esconjurando do seu corpo antigos amores, que a possuíram em tempos. .."
Desculpe lá SL, mas isto é um bocado rasca. Você também não deve ter tido uma boa escola antes de se render a uma interpretação muito original da social-democracia. mas reconheço que não costuma ser mal educado. O que é que se passa?

deixado a 15/3/12 às 23:46
link | responder a comentário | discussão

Mal-educado? Onde? 


(Sem ironia)


XisPto
Em cada pixel de cada caracter de cada palavra, incluindo os espaços em branco. Calma. Não se constroi nada baseados em resentimentos.


Pode até parecer, mas acho que exagera, pelo menos não era essa a intenção, e eu normalmente consigo ser mal-educado quando quero. Quanto ao ressentimento, engana-se; é mesmo divertimento... nada mais do que isso.

deixado a 16/3/12 às 00:24
link | responder a comentário | início da discussão

Observatório Da Esquerda Fracturante
Nessa parte do post, o Sérgio Lavos a falar da Helena Matos faz lembrar o Carlos Vidal a falar do Sérgio Lavos....


Ah, ah, ah. O observador da Esquerda Fracurante (e caviar, devo acrescentar) não observou bem a coisa. Nessa parte do post, pareço o Sérgio Lavos a falar do Carlos Vidal. E pode ter a certeza de que me lembrei dele ao escrever aquilo, até pensei chamá-lo à liça, mas depois achei despropositado. esta gente diverte-me, distrai-me dos problemas do país.


Sérgio não me quero meter nestes problemas mas há uma coisa muito simples, quando discordamos devemos no sítio correcto dar prova disso.
O Sérgio acha que Helena Matos lhe vai dar alguma importância e responder à sua crítica aqui?

 

deixado a 16/3/12 às 19:27
link | responder a comentário | início da discussão

Anónimo
E que tal um post para os nossos ilustres personagens troikistas e medina carreiristas ca do sito com o tema das 2 notícias nos atalhos (links) abaixo

http://www.ionline.pt/dinheiro/edp-medina-carreira-ha-dois-pesos-duas-medidas

http://economia.publico.pt/Noticia/olli-rehn-apela-ao-parlamento-para-reduzir-rendas-excessivas-na-electricidade-1537974

creio que ficarão contentes por saberem que de vez em quando concordar-mos com as suas referêcias.

deixado a 15/3/12 às 23:48
link | responder a comentário

Nightwish
Eles são um bocado como os neo-nazis, quanto mais a gente lhes liga, mais eles incham e mais se leva a pessoa comum que procura sempre o meio termo a pensar que a realidade está entre a nossa racionalidade e a insanidade total desta gente.

O melhor é ignorá-los completamente. Até reduz a pressão sanguínea.

deixado a 16/3/12 às 00:11
link | responder a comentário | discussão

Anónimo
ta bem visto sim senhor

deixado a 16/3/12 às 00:34
link | responder a comentário | início da discussão

:) ainda sou novo, mas devia pensar na minha saúde, sim...

deixado a 16/3/12 às 00:36
link | responder a comentário | início da discussão

A.Silva
Adoooooooooooooooro, adooooooooooooro, os posts da leninha :)

deixado a 16/3/12 às 10:17
link | responder a comentário


Uma coisa impressionante nos esquerdoides é a repulsa que verdadeiramente possuem ao “outro”, ao “diferente”, quanto estes estão fora das suas minorias Pet (com quem aliás se esforçam para não conviver, por alguma razão será) . 


Veja-se o modo como o Sérgio (ou o Daniel Oliveira) nos seus posts vão sempre á pessoa, ao caracter, ao ad hominen… sempre a projetarem no outro as suas próprias deficiências.  – No fundo é sempre uma manifestação da sua própria (proto) depressão.  O Sérgio então tem uma retórica que ilustra perfeitamente os “CAD” que eu sendo um dos “DAD” detesto. – Já foi falei dos Dad vs Cad? – Explica muito desta maralha esquerdoide.

deixado a 16/3/12 às 11:53
link | responder a comentário | discussão

Anónimo
Para alguém tão incomodado com pessoas que sentem " repulsa que verdadeiramente possuem ao “outro”, ao “diferente”, quanto estes estão fora das suas minorias Pet " tu também cais nesse jeitinho que apontas aos outros. Da próxima vez que apontares o dedo a alguém lembra-te que há outros 3 dedos a apontar para ti.

deixado a 16/3/12 às 14:03
link | responder a comentário | início da discussão

José Peralta
Coisa que os direitóides não fazem é, como está sempre patente, "projectarem nos outros as suas próprias deficiências", frustrações, raivinhas de paróquia, invejas cretinas, quando não rascas, etc., etc., etc.

Os direitóides, "boas almas" que são, não possuem em relação ao "outro", ao "diferente", nenhuma repulsa...

E nunca atacam "ad hominem"...como constantemente, se lê por aqui e em toda a blogosfera...

Uma "patologia" que tende, inexorávelmente, a agravar-se...com os "grandes sucessos" políticos que vivemos, mais os que se avizinham...

Sempre dispostos a atirarem pedras, que de imediato, lhes caem em cima !!!!!

Enfim, "uma coisa impressionante"...


José,
passe,os olhos, por exemplo, nos posts do Blasfémias e compare com os do Arrastão --- quando voltar, diga-me: Já percebeu?

deixado a 16/3/12 às 16:58
link | responder a comentário | início da discussão

Será que o "especialista" em classificação de personalidade me poderia elucidar numa coisa? Que nome se dá a alguém que tem a obsessão de classificar o Outro, o seu tipo de personalidade, a partir do que ele (o Outro) escreve? A etiqueta obsessivo-compulsivo servirá? Ou será que essa (hipotética) pessoa ainda não chegou lá, tem apenas uma personalidade borderline, traços de obsessão com um determinado grupo social(por exemplo, a "esquerdalhada") e uma personalidade esquizóide que o leva a desdobrar-se em dois, colocando-se de fora das catalogações que faz e do meio social em que está inserido? Dado que o sr. aparenta ser um especialista na área e eu sou um mero amador, talvez me possa esclarecer...



Já que pede com bons modos… será entendido no assunto?


Mas já agora, vou perder alguns momentos consigo que pode ser que você apreenda algo. Ficaria espantando o quanto se pode saber só de ler alguns parágrafos escritos ou ditos por alguém. – aqui vai uma demonstração do ponto a que isso pode chegar, Preparado?  - Você tem um gene (já está impressionado?) que é um receptor de dopamina (já vai perceber porque falo tanto de esquerdoides e a dopamina)  que na  sétima repetição do alelo 4 o faz ser como é… sim o famoso “liberal gene”  DRD4 7R (dopamine receptor 4 alelo 7 repetiçao) que tanto entusiasmou a comunidade cientifica a alguns anos atrás.  Durante alguns tempos falou-se do gene que faria de pessoas como o Sérgio especiais (como não podia deixar de ser!).  Agora deixe-me dizer-lhe o que se descobriu nos últimos anos sobre o DRD4 7R  e com isso poderá deduzir o resto sobre si e outras pessoas especiais: Está associado (grandemente)  a pessoas com Défice de atenção e impulsividade (ADHD) , a  “augmented anticipatory desire” do sistema dopaminergico que os leva a ter desordens com alimentação (tendem a ser gordinhos)  ou a ter problemas com tabaco, álcool e opiáceos, e por ultimo problemas com “appetitive rewards” que se manifesta grandemente no facto (isso nem critico muito) de serem mais promíscuos e infiéis com mais dificuldades em manterem relações de grande duração.
Mas você sabe qual a cereja no topo do bolo? – É que não se encontra pessoas com a repetição 5 ou 6, o que levou á conclusão que era herdado… mas de quem? Mas quem será? Mas quem será o pai da criança? – Quando se descodificou o genoma dos Neanderthais teve a resposta – Sim esse seu gene nem é Cro-Magnon é herdado dos Neanderthais!  - Chega? De alguns parágrafos descobri os seus antepassados neanderthais. Impressionate, não?




Daqui subia um nível e do receptor da dopamina ia para a dicotomia nas sociedades entre “Dad” e “Cad”, mas isso também não era nada bom para si…. 

deixado a 16/3/12 às 16:45
link | responder a comentário | início da discussão

Humm, acho que vou deixar Hait de parte por algum tempo e vou-me dedicar ao DRD4...

deixado a 16/3/12 às 16:46
link | responder a comentário | início da discussão

"Pirralha...eu?"
Olympus Mons
Não, nunca falaste dos Dad vs Cad e muito menos do Haidt.
Fizeste-o pela primeira vez às 16:12 no post Para lá da comoção da moda.
Para tentar que estes esquerdóides te compreendam, envio uma contribuição muito modesta:
http://faculty.virginia.edu/haidtlab/articles/rozin.lowery.1999.moral-emotion-triad-hypothesis.pub012.pdf (http://faculty.virginia.edu/haidtlab/articles/rozin.lowery.1999.moral-emotion-triad-hypothesis.pub012.pdf)
Quem é amiga, quem é?
Cristina

 


Ah, a minha comentadora favorita.  - Confesso que gosto dos teus comentários. Num mar de esquerdoides bafientos os teus ao menos produzem conteúdo a que eu acho piada - Devias dar aulas aos teus colegas esquerdoides. Começa pelo Sérgio!


"Pirralha...eu?"

Olympus Mons


Dar aulas aos meus camaradas e não colegas esquerdóides é uma missão impossível, principalmente depois de saberem que têm um gene herdado dos Neanderthais.


Devem ter entrado num estado de choque tão profundo que duvido da sua capacidade de recuperação.


Vou tentar dar-lhes um pouco de ânimo:


http://www.jn.pt/PaginaInicial/Mundo/Interior.aspx?content_id=1238498 (http://www.jn.pt/PaginaInicial/Mundo/Interior.aspx?content_id=1238498)


http://www.mdig.com.br/index.php?itemid=1230 (http://www.mdig.com.br/index.php?itemid=1230)


Camaradas esquerdóides, quando for descodificado o genoma do Elo Perdido vão ver que os direitóides herdaram esse gene.


Está explicada a sua tendência para a imposição da Lei da Selva.


Então, gostaste e podes dar uma ajuda especializada?


Cumprimentos

Cristina


"Pirralha...eu?"
Sérgio Lavos e outros camaradas esquerdóides
Não sei se consegui ajudar-vos.
Por favor digam-me, está bem?
É que eu não quero ficar com esta angústia para o jantar...
Beijocas
Cristina

deixado a 17/3/12 às 16:33
link | responder a comentário | início da discussão

Não sei não, mas aquela imagem do neanderthal parece alguns esquerdoides que eu conheco! - Palavra de honra...


"Pirralha...eu?"

Olympus Mons


Então é só isso que tens para dizer?


Colega direitóide, não acredito que desconheças o Elo Perdido seja a  a Lucy, a Ida ou outro qualquer.


Vá, não te armes agora em modesto e diz tudo o que sabes sobre o gene dos direitóides, está bem?


Afinal, estás aqui para dar lições magnânimas ou não?


Já as deste aos esquerdóides, mas o que te impede de fazer o mesmo em relação aos teus colegas direitóides?


Vou tentar inspirar-te com dois temas musicais…


Para a Lucy:


http://www.youtube.com/watch?v=A7F2X3rSSCU (http://www.youtube.com/watch?v=A7F2X3rSSCU)


Para a Ida:


http://www.youtube.com/watch?v=-SavlOT5dNQ&feature=related (http://www.youtube.com/watch?v=-SavlOT5dNQ&feature=related)


Cumprimentos


Cristina



Nem pensar... "explicar" os Direitoides não é para aqui. Aliás quando se começa a descascar a esquizofrenia dos direitoides é um show... 


"Pirralha...eu?"

Olympus Mons


Como vês, os camaradas esquerdóides estiveram-se nas tintas para a minha angústia, mas isso deve ser provocado pelo Cad, o DRD47R ou seja lá o que for.


Felizmente, recuperei graças à tua ajuda sobre a esquizofrenia dos direitóides.


Deves ter feito muitos amigos, deves!


Mas se não os vais explicar aqui, podes dizer onde e quando posso ver esse show?


Passada a angústia, fico morta de curiosidade…


Cumprimentos


Cristina


deixado a 18/3/12 às 16:32
link | responder a comentário | início da discussão

Anónimo
Oh Sérgio, tenha cuidado que a fronteira entre o amor e o ódio é muito ténue. Afaste-se da Helena não vá começar a sofrer do coração. E não, não estou a falar de tensão arterial alta:)
Agora mais a sério, não sei como tem paciência para continuar a ler uma desmiolada demagoga daquele calibre, ainda para mais num blog de invertebrados demagogos.

deixado a 16/3/12 às 14:16
link | responder a comentário

aremandus
a Helena de Matos é um «must»!

deixado a 16/3/12 às 16:40
link | responder a comentário

Mas vá lá, estou-me a sentir magnânimo. Vamos lá falar um pouco do DAD e dos CAD.  Dad (Pai – eu)  CAD (canalha – você). Na verdade é assim que são designados os comportamentos e as sociedades: Dad Vs Cad.

 

As sociedades “Cad” estão (ok, parecem estar) intimamente ligadas ao DRD4 7R. Ou seja nas sociedades em que existiu uma seleção positiva devido a xpto  estão muito ligadas ao referido gene ,o gene de esquerda (liberal gene), e ao estabelecimento de sociedades CAD (como os yonomano na amazonas) versus as sociedades “Dad”, sociedades pai (como os bushmans na Africa do sul). As sociedades Cad estão associadas a uma maior abundancia de recursos naturais ( não são muito dados ao trabalho) . Nestas sociedades, tal como no discurso de qualquer esquerdoide,  é necessário uma “aldeia para criar uma criança”. Na verdade aquilo que se observa é que os filhos da puta fazem filhos e depois alguém que os cuide (na maioria dos casos os outros miúdos). Enquanto nas sociedade “dad” (chamadas assim porque a família forma um núcleo que trabalha em conjunto para obter recursos)  nas sociedades Cad, os gajos passam o tempo a ornamentar-se e a dedicar-se a actvidades mais lúdicas: agora uma provocação – Há quem diga que as pessoas de esquerda defendem tanto os homossexuais (1% da população mundial) porque estão a defender os seus genes - Nas sociedades primitivas Cad (DRD4 7R) a sodomização dos jovens e mesmo rituais de sexo oral são comuns ao passo que não são de todo observados nas sociedades “Dad” como os bushmans.  Talvez… mas que explicaria muita coisa, lá isso explicava.

Tal como o facto de todas as sociedades em que os homens vivem a conta de alguém (nesses casos das mulheres que é quem faz o trabalho todo) são todas sociedades Cad… também faz todo o sentido, certo?

 

Sergio: Não se atreva a censurar os meus dois comentários – Isso levava a outra conversa  do Drd4 7R … (just kidding!)

 


deixado a 16/3/12 às 17:57
link | responder a comentário | discussão

Berta
Tese do(a) Olympus Mons

- Esquerdoides = massa estúpida, preguiçosa e histérica, também conhecida por escumalha (obviamente com os piores genes).
- cidadãos que perfilham a ideologia da direita = gente honesta e trabalhadora cujo empreendedorismo tem içado a humanidade ao mais alto nível civilizacional (obviamente com os melhores genes.

Pergunta: Tendo em conta a depuração genética da humanidade, não faria sentido o extermínio puro e simple dos esquerdóides? Que humanidade, que admirável mundo novo teríamos! Se não quiser uma solução tão radical, o que acha de um reorientação ideológica à maneira da Laranja mecânica? Ou a remoção ou desactivação do gene liberal? Você que é um(a) especialista, acha que é possível?


Não queira. Mas não queira mesmo uma sociedade desprovida desses seres abjetos com o DRd4 7R. – Aliás já existe e é o único povo que eu detesto. De todos com quem convivi é o único que me complica com os nervos – Chama-se China!

Na China não existe o Drd4 7R e apesar do lisonjeio que obtive dos elementos do sexo feminino (ou isso ou Kung fu man significa outra coisa) é uma sociedade que representa muito do que é a ausência dos esquerdoides : Hiper agressiva, fechada, xenófoba ao extremo, sem criatividade, sem piada alguma.  



Simulações computorizadas (e eu detesto computar models como argumento mas aqui vai) revelam que os esquerdoides devem ser numa sociedade entre 5% a 15%.... Deixe-me explicar. Os testes são feitos com base na alimentação em termos de evolução: se injetar na variável  menos de 5% morremos todos de mal nutrição, se injetar mais de 25% morremos de demasiada comida venenosa.—Percebe e lógica certo?


deixado a 18/3/12 às 20:55
link | responder a comentário | início da discussão

José Peralta
João Louenço, presidente da Câmara de S.ta Comba Dão, quer "promover, turísticamente, o Concelho, sob a marca registada "salazar", começando com o vinho "memória de salazar"...

(Ah ! "Ganda" Lourenço ! Que prodigiosa imaginação ! Olhem se o ridículo matasse...)

Já agora, Lourenço, aqui fica o meu contributo,  completamente "à borla", livre de direitos de autor, e não tem nada que me agradecer ! :

Além da zurrapa, por que não também, "mioleira de salazar em conserva", "mãozinhas de salazar de coentrada", "tripas de salazar à moda de s.ta comba", e por aí fora...

Vai vêr o sucesso e o desenvolvimento turístico da região...

Mas... dirão os sempre atentos, e com toda a razão : a que vem isto a propósito ?

Como a "preocupação" da D. Helena Matos, é com a "toponímia confortávelmente de esquerda e com particular gosto por fuzilamentos" em Beja, eu já lhe pedi, no seu blogue, que fizesse um comentário, judicioso, como sempre, sobre a "imaginação" do Lourenço...


deixado a 16/3/12 às 20:57
link | responder a comentário

Comentar post

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador