Quarta-feira, 21 de Março de 2012
por Sérgio Lavos

Défice do subsector Estado quase triplicou.

 

- 191%, repito, 191% mais do que no mesmo mês de 2011. 

 

- A receita diminui 4,3%, sobretudo devido à queda de 5,3% nas receitas fiscais. Estranhamente, parece que a austeridade provocou uma coisa chamada retracção do consumo e outra chamada fuga ao fisco. Ninguém estava à espera que isto acontecesse. Sobretudo Vítor Gaspar.

 

- Mas o mais curioso nesta notícia é o crescimento da despesa. Não é que o Governo rigoroso nas contas, que iria cortar a eito nas gorduras do estado e salvar o país no mesmo passo, ainda gasta mais do que o anterior? Será que Gaspar falhou porque não estudou bem a lição?


por Sérgio Lavos
link do post | comentar | partilhar

11 comentários:
"Pirralha...eu?"
Segundo o chafariz geralmente bem informado do cota, o grande matemático do Crato descobriu o ângulo contorcionista de 720 graus.
Este é o segredo para o ponto de viragem...
Não contem isto a quem quer que seja, está bem?
Gaspar vai ficar com o Mundo a seus pés!
Cristina
PS: Caraças, afinal vale a pena deixarmos que nos espezinhem.  

deixado a 21/3/12 às 23:14
link | responder a comentário

conversa têm eles todos, mas depois de estarem no poleiro, esquecem-se das promessas e de cortar despesas onde é devido, ou seja, nos seus ministérios e nas empresas públicas onde continua o "regabofe" dos ordenados e mordomias milionárias.

deixado a 22/3/12 às 09:41
link | responder a comentário

António Carlos
"Mas o mais curioso nesta notícia é o crescimento da despesa."

A necessidade de corte na despesa pública não é consensual na sociedade portuguesa.
Independentemente disso, o mais curioso e interessante é que nem mesmo com um governo que enuncia a intenção firme de fazer diminuir a despesa (segundo a oposição, está obcecado em fazer diminuir a despesa), com maioria parlamentar (alargada, ainda que timidamente, ao principal partido da oposição), apoiado/obrigado por uma troika internacional, a despesa do Estado diminui. É como se tivesse vida própria! E ainda há quem diga que isso não é um problema. É pelo menos algo que merece alguma reflexão.

deixado a 22/3/12 às 09:56
link | responder a comentário

Samuel B
Havia tanta coisa por onde pegar mas o Sérgio só sabe dizer mal e por isso diz disparates. No entanto, ainda disse algumas verdades mas apenas algumas. As outras, com ânsia de apresentar, também ele, resultados foi traído e continua a bater no ceguinho da despesa. Gosta de ler mas lê apenas jornais. Se se der ao trabalho de ir ler a síntese de execução orçamental publicada no site da DGO, vai ver que não é como o Sérgio quer crer. A despesa subiu? subiu. O Sérgio é sério nas criticas que faz? Não. e por aqui me fico, porque ele percebe bem onde acaba a politica e começa a verdade.

deixado a 22/3/12 às 10:51
link | responder a comentário

Xico da Cufra
Vitor Gaspar,para acertar nas previsões que faz,tinha que lavar-se com sabonete de marca palmolive...

deixado a 22/3/12 às 14:11
link | responder a comentário

Xico da Cufra
Vitor Gaspar,para acertar nas previsões que faz,tinha que lavar-se com sabonete de marca palmolive...

deixado a 22/3/12 às 14:14
link | responder a comentário

Não percebo. Com todas as experiências que já foram feitas, relativamente à implementação de uma política de austeridade, ainda há quem acredite nas suas virtudes.
Ainda para mais, onde a austeridade era necessária, como por exemplo nas empresas públicas, é exactamente onde ela não chega. 

deixado a 22/3/12 às 15:06
link | responder a comentário

Nuno
A austeridade é como apanhar sol. Faz bem, mas em demasia prejudica a saúde.

deixado a 22/3/12 às 16:28
link | responder a comentário

Bem a despesa podia não subir, bastava por exemplo deixar de pagar subsídio de desemprego aos milhares e milhares de Portugueses que vão perdendo o emprego por estes dias.


É que mesmo com todas as evidencias, há pessoas que acham que o rumo era continuar a endividar-mo-nos.


Tenho uma noticia para vós ! Mesmo que Portugal quisesse endividar-se não há quem os empreste dinheiro ! 

deixado a 22/3/12 às 18:22
link | responder a comentário

Uma palavrinha sobre a baixa das taxas de juro ?


Não vai ?

deixado a 22/3/12 às 18:23
link | responder a comentário | discussão

Hugo
Quer uma palavrinha? Eu dou-lhe três.
Aquilo que os meios de comunicação social portugueses, comentadores e fazedores de opinião pública se esqueceram deliberadamente de informar (ou de lembrar, neste caso) às pessoas é que o BCE abriu os cordões à bolsa e imprimiu +/- 1 Bilião de Euros para disponibilizar aos bancos europeus (através de Draghi, que com esta decisão acabou de comprar uma guerra com a Alemanha e sobretudo com Wolfgang Schäuble) à habitual taxa de cerca de 1%.
Achava mesmo que era porque somos "bons alunos"?

deixado a 23/3/12 às 01:48
link | responder a comentário | início da discussão

Comentar post

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador