Segunda-feira, 7 de Maio de 2012
por Sérgio Lavos

O neoliberal* Tiago Loureiro tem uma dúvida existencial: se na equação democrática que deu aos partidos pró-troika um evidente cartão vermelho entra o partido neonazi que chegou aos 6% na Grécia. Pois é, a democracia é uma coisa aborrecida porque aceita no seu seio partidos anti-democráticos, partidos que são a própria negação do sistema que parasitam. Como lembra antes no mesmo blogue o Ricardo Lima, foi assim que o partido nazi ascendeu ao poder na Alemanha dos anos 30. Mas se calhar os dois deveriam reler alguns livros de História: como chamei a atenção neste texto escrito há uns meses, um dos principais factores que levaram à ascensão do populismo de direita na Alemanha foram as duríssimas medidas de austeridade aplicadas pelo chanceler conservador Heinrinch Brüning. Quando um Governo aplica medidas contra o bem comum das populações, parece-me perfeitamente natural que estas se revoltem, e aí reside o grande perigo de uma Europa cuja única medida de bom governo é a austeridade puritana imposta por Merkel. Governar destruindo o mínimo bem estar social no imediato com a intenção de melhorar a sociedade num futuro mais ou menos próximo está muito próximo de um qualquer plano quinquenal.

 

Não vale a pena culpar a democracia por uma preocupante minoria votar num partido que nega o sistema democrático. Vale bastante a pena pensar nas lições da História e evitar que as tragédias do século XX se repitam. O único caminho possível é a união e a solidariedade entre os povos da Europa. O que está na génese da União Europeia é o contrário do que tem acontecido nos últimos anos, sob a batuta de Merkozy. A paz social só se conquista com o bem-estar social. É assim que conseguimos calar os extremismos de direita.

 

*Aparentemente, os insurgentes gostam tanto desta designação como eu gosto da expressão "esquerda caviar". Preferem ser chamados de quê? Hayekianos? Friedmanianos? Anarco-liberais? Liberais radicais? Ou o mais científico radicais livres? Ou simplesmente "right-wing conservatives", dado que tanto defendem o liberalismo económico total como escrevem contra a despenalização do aborto e o casamento entre pessoas do mesmo sexo e outros costumes mais "liberais" (à maneira de um Reagan ou de uma Thatcher, ou até de um Pinochet)? Pensando bem, num blogue com tanta gente próxima do CDS, esta será talvez a melhor etiqueta.


por Sérgio Lavos
link do post | comentar | partilhar

41 comentários:
Maquiavel
Eu também näo gosto de ser chamado de "esquerda caviar". Aquilo é uma porradona de sal, näo consigo apreciar aquilo de modo nenhum.

Por mim chamem-me "esquerda lagosta". Ou "esquerda camaräo-tigre", que a lagosta está muito cara. Pronto, vá lá, "esquerda sapateira".

deixado a 7/5/12 às 13:25
link | responder a comentário

Joe Strummer

Entretanto cavaco já veio dizer que a solução que Hollande defende foi a que sempre defendeu...há muito tempo. O que é então Cavaco?

  • Um traste
  • Um desastre
  • PPCoelho update 2.0 4G

deixado a 7/5/12 às 13:37
link | responder a comentário

xuxu
Fazes bem em lembrar o Bruning. A narrativa (propaganda) e que a Alemanha cedeu ao Nazismo por causa da hiper-inflacao e tal. Mas a verdade (como lembras) e que o chanceler anterior ao Hitler era um deflacionista...

deixado a 7/5/12 às 14:05
link | responder a comentário

Francis Seleck
A definição dos liberais à portuguesa: "Putas na economia, polícias nos costumes"

deixado a 7/5/12 às 14:37
link | responder a comentário | discussão

estrangeiro
em cheio!

deixado a 7/5/12 às 18:21
link | responder a comentário | início da discussão


Por falar em alhos e bugalhos, é altura de voltar a relembrar ao Sérgio, aquilo que ele deveria ter presente sempre que escreve um post, até para ter algum cuidado...


 “Haidt (quem mais) é presumivelmente o psicólogo social mais influente do momento (até Paul Krugman já está no ataque), daí que não seja difícil encontrar material. Na entrevista dele com Robert Wright A maior bomba que ele diz (ele que é esquerdoide assumido) foi que de todos os grupos que ele investiga  (very liberal, liberal, moderate, conservative, very conservative) os únicos (OS UNICOS!) QUE QUANDO CHAMADOS A DESCREVER AS POSIÇÕES SOCIO-MORAIS DOS OUTROS GRUPOS AS DESTORCE, AS DETURPA COMPLETAMENTE , NÃO AS CONSEGUINDO REPRESENTAR DE TODO  –  São os  Esquerdoides Cads e paleolíticos (Very Liberal e liberal)!!! 
Mesmo o very conservative ( se calhar até o Breivik!) conseguem de forma correcta descrever o rationale por detrás dos argumentos dos Very liberal. 


Não é espantoso? - Por isso é que o arrastão tem tanta piada. É como ver crianças a tentar descrever o mundo.”


Eu sei, tem que ser num meio que entendam… aqui vai , Haidt no Colbert report
http://www.colbertnation.com/the-colbert-report-videos/413586/may-02-2012/jonathan-haidt

deixado a 7/5/12 às 15:01
link | responder a comentário

José Serrano
e no fundo, o liberalismo económico e o liberalismo social,são duas manifestações de uma mesma forma de ver o ser humano. A mim sempre me pareceu o sucesso do liberalismo social do BE só é possível numa sociedade profundamente marcada pela visão individualista do ser humano... 

deixado a 7/5/12 às 15:45
link | responder a comentário

Anónimo
«Pois é, a democracia é uma coisa aborrecida porque aceita no seu seio partidos anti-democráticos, partidos que são a própria negação do sistema que parasitam.»


Tão verdade... E a Democracia portuguesa,  com o   PCP e o  BE, é um perfeito  exemplo disso.

deixado a 7/5/12 às 15:48
link | responder a comentário

Observatório Da Esquerda Fracturante
"populismo de direita na Alemanha foram as duríssimas medidas de austeridade aplicadas pelo chanceler conservador"

Populismo de direita? Que eu saiba o Hitler era de esquerda. O conflito mortifero entre nazis e comunistas foi mais um episódio dos ódios entre esquerdistas. O habitual nesta gente....Estalinistas matando Trotskystas, Trotskystas matando Maoistas, Nazistas matando Estalinistas....etc etc.
Recomendo ao Sérgio Lavos, para ver se começa a dizer umas coisas mais acertadas nestas matérias, a leitura deste livro (e aos restantes bloquistas tambem):

"So, why did he become a Fascist after wall? Has he really betrayed Socialism as his critics accused him of doing? Or was Fascism the genial and natural outcome of a Socialist’s evolution, of a charismatic mass leader, towards the real revolution?"

http://www.amazon.com/Revolutionary-Fascism-Erik-Norling/dp/9898336269



deixado a 7/5/12 às 17:08
link | responder a comentário | discussão

Anónimo
O Hitler não era de esquerda. Por alguma razão a doutrina chama-se NACIONAL-socialismo. Se é nacional não pode ser esquerda.


Rod
LOL você é um divertido !!!! 

deixado a 7/5/12 às 21:43
link | responder a comentário | início da discussão

Observatório Da Esquerda Fracturante
Se é Nacional não pode ser trotskysta/gramsciano...apenas isso. Agora se disser que a esquerda moderna está condicionada por preconceitos de natureza gramsciana/trotskysta em matéria de internacionalismo....isso já é outra conversa.


Anónimo
O nacional-socialismo era esquerdista a nível económico é certo, só que como põe o NACIONAL acima do socialismo faz com que seja uma ideologia de direita.

Para uma determinada ideologia ser considerada de Esquerda não basta só ser esquerdista a nível económico, porque se esse esquerdismo económico estiver subordinado a conceitos como nação e identidade, conceitos de direita, a ideologia é de Direita.
Que é o que acontece com o nazismo.


Observatório Da Esquerda Fracturante
Por exemplo, o Baptista Bastos é, supostamente, de esquerda, e até já foi comunista ou algo de parecido com isso...isso não o impede de lamentar a perda da identidade nacional de Portugal:

http://combustoes.blogspot.pt/2012/04/o-meu-comunista-de-estimacao.html


Estamos a emigrar em massa, como na década de 60; e a despovoar o País sem dó nem piedade. Estamos, sobretudo, a subverter o próprio conceito de identidade, e obrigados a desfazer-nos da narrativa que nos diferenciou (http://www.dn.pt/inicio/opiniao/interior.aspx?content_id=2401189&seccao=Baptista%20Bastos&tag=Opini%E3o%20-%20Em%20Foco).

Lamentar a perda da identidade nacional é uma atitude de "extrema direita", na optica bloquista/fracturante?

deixado a 8/5/12 às 19:10
link | responder a comentário | início da discussão


O que muita gente esquece...




...this system under all conditions." (Speech of May 1, 1927. Quoted by Toland, 1976, p. 306)


"Nós somos Socialistas, nós somos inimigos do actual sistema capitalista que explora os economicamente fracos, é injusto nos salários, com a sua injusta avaliação o ser humano de acordo com a sua riqueza e propriedade em vez de responsabilidade e trabalho, e estamos determinados a destruir este sistema de qualquer forma possível."


Adolfo Hitler, discurso de 1 de Maio de 1927  

deixado a 7/5/12 às 17:38
link | responder a comentário | início da discussão

ou na sua versão inglesa...




"We are socialists, we are enemies of today's capitalistic economic system for the exploitation of the economically weak, with its unfair salaries, with its unseemly evaluation of a human being according to wealth and property instead of responsibility and performance, and we are all determined to destroy this system under all conditions." (Speech of May 1, 1927. Quoted by Toland, 1976, p. 306)

deixado a 7/5/12 às 17:39
link | responder a comentário | início da discussão

faltou dizeres que ele era o menino querido dos industriais alemães,que viam nele a válvula que os protegia dos comunistas e da esquerda.Se isso é ser-se de esquerda então o ché guevara é de direita

deixado a 7/5/12 às 18:06
link | responder a comentário | início da discussão

J. Rodrigues
De facto, no que toca ao estatismo e autoritarismo, as linhas entre esquerda e direita podem esbater-se, principalmente pelas limitações do axioma esquerda-direita.
Mas de resto discordo da sua opinião; o autoritarismo está também muito conotado com o que abstractamente se entende por direita, bem como posições relacionadas com assuntos sociais, imigração e xenofobia (ainda que moderada), liberdades individuais e sexuais, so on. Por conseguinte, desconfio da tentativa de fazer percepcionar, ou de reclamar o liberalismo como fazendo parte do ADN da direita, ou da direita ter ADN liberal.
Quanto á ascensão de Hitler na Alemanha, estando este claramente no campo estatista, o que é verdade, não é menos verdade que foi o desemprego, a pobreza galopantes que os empurraram direitinhos para o bigodinhos.

deixado a 7/5/12 às 18:20
link | responder a comentário | início da discussão

antónio pedro pereira

Os liberalóides do blogue Cachimbo de Magrite chamam socialista à Ministra Cristas por ela não ter já extinguido a ASAE (uma obrigação europeia) e querer lançar um imposto de segurança alimentar sobre as grandes superfícies (que controlam 74% da distribuição, matando toda a concorrência).

 

Este Observatório Da Esquerda Fracturante chama socialista ao Hitler.

 

Depois de eu ter visto um porco a andar de bicicleta já nada me espanta.

 

Enfim, a cada pacóvio (cavadela) sua minhoca.


deixado a 7/5/12 às 19:14
link | responder a comentário | início da discussão

Zuruspa
Está encontrada a razäo pela qual Churchill, de Gaulle, Roosevelt, estavam contra Hitler! Hitler era de esquerda, e eles como eram de direita, quiseram apeá-lo! Eureka Troyka!

Olhe, faça-nos um favor a todos, vá às manifs dos neonazis explicar-lhes essas verdades incovenientes todas para os esclarecer, que eles andam anganados. Vará como eles lhe agradeceräo!

deixado a 7/5/12 às 19:16
link | responder a comentário | início da discussão

Observatório Da Esquerda Fracturante
A mim parece-me que, numa perspectiva bloquista, este texto de Stalin (altamente politicamente incorrecto, á luz dos principios apregoados pela esquerda fracturante) pode ser classificado como tendo laivos de "extrema direita"!

http://www.marxists.org/reference/archive/stalin/works/1913/03.htm

E os bloquistas e demais fracturantes residentes do Arrastão? Como classificam o texto de Stalin?


OEF, é quando eles ladram que sabe estar no bom caminho. :-)

deixado a 8/5/12 às 12:14
link | responder a comentário | início da discussão

Anónimo
Voce para além de só dizer disparates com toda a convicção deste mundo e arredores nem sabe dizer o nome correctamente em bom Português é nazis que se diz e não nazistas sua besta.
Já agora Pinochet, Franco, Mussolini, Salazar tambem eram socialistas.



É muito agradável que haja aqui pessoal incumbido de fazer o “editing” aos conteúdos colocados por outros. Cada um no seu lugar e de acordo com as suas capacidades.  Muito bom.
Tem que existir sempre aqueles cães que nas alcateias servem para cheirar o cú dos outros cães, não é caro anónimo?
 


Anónimo
Exactamente.
Pela 1ª vez concordo totalmente consigo.
Realmente você desempenha a função que descreveu na perfeição, a sua atitude está coerente com as suas acções.
Mas constato que ainda não deixou de ser estúpido (--).
Lembra-se?

deixado a 8/5/12 às 19:05
link | responder a comentário | início da discussão

jmc
Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães.

Até no nome vocês são todos parecidos.

O único objectivo dos nazis, comunas, caviares e outros é limitar a liberdade individual e tornarem-se donos e senhores de tudo o que existe. Para depois repartir.

Mas como diz o ditado, quem parte e reparte e não fica com a melhor parte ou é burro ou não tem arte.

Como não vos considero burros, acho que são só ladrões.

Não confio em ninguém para repartir o que é meu.

deixado a 7/5/12 às 17:57
link | responder a comentário | discussão

antónio pedro pereira

jmc:

PSD - Partido Social Democrata (onde está a social-democracia?)

CDS - Centro Democrático Social (onde está o centrismo?)

PS - Partido Socialista (onde está o socialismo?)

Exemplos de não coincidência do nome com a coisa não faltam.

Nos EUA, há várias décadas, o Partido Democrata era claramente mais direitista do que o Republicano; o Partido Democrata era mesmo racista e esclavagista.

Se não quiser procurar noutro lado veja o livro de Viriato Soromenho Marques «O Regresso da América: Que Futuro Depois do Império? (Esfera do Caos, 2008) em que se faz a história política desse país e dos seus 2 partidos.

Há um problemazito da malta que pensa com o fígado, caem na primeira dificuldadezita que lhes aparece (só o cérebro foi treinado para resolver problemas, ao fígado cabem outras funções, como destilar veneno, através da bílis).

Considerar o Hitler socialista não lembraria ao Diabo, mas lembrou ao jmc.

A vida reserva-nos cada surpresa.

Mas como eu disse noutro comentário anterior, depois de ter visto um porco a andar de bicicleta já nada me espanta.


deixado a 7/5/12 às 20:23
link | responder a comentário | início da discussão

Já agora mais uma achega...
isto poderia ser escrito por alguém do  BE...


"As things stand today, the trade unions in my opinion cannot be dispensed with. On the contrary, they are among the most important institutions of the nation's economic life. Their significance lies not only in the social and political field, but even more in the general field of national politics. A people whose broad masses, through a sound trade-union movement, obtain the satisfaction of their living requirements and at the same time an education, will be tremendously strengthened in its power of resistance in the struggle for existence".


chapter 12 of Mein Kampf

deixado a 7/5/12 às 18:10
link | responder a comentário | discussão

Joe Strummer
 Denial isn't a river in egypt.


Doi, não doi?


Miguel
Porque não vais dizer aos "nacionalistas" do PNR e amigos que afinal eles são comunistas e esquedistas sem saberem? :) Vai lá, vai.



Na verdade, o Hitler acabou com os sindicatos logo que pôde, perseguiu e matou os sindicalistas, e diminuiu os salários no geral. Os industrialistas e capitalistas estavam todos do lado do Hitler.

É engraçado toda a malta de direita a acusar o hitler de socialismo ou esquerdismo.

Sim, o Hitler tal como todos os fascistas é populista.

Tal como gajos em Portugal. O Santana Lopes e o Paulo Portas também. Não andaram nas feiras a fazer promessas ocas?

O "socialismo" do Hitler era pura propaganda, uma mera mobilização de massas para os interesses do capital e do imperialismo alemão, baseado em racialismo puro (eslavos como escravos e tal)


Já agora digam que o Salazar e Franco e amigos também eram de esquerda.

deixado a 8/8/12 às 07:21
link | responder a comentário | início da discussão

Comentar post

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador