Quinta-feira, 21 de Junho de 2012
por Sérgio Lavos

 

Rui Rio, conhecido como "O Entaipador Implacável da Ribeira", decidiu uma vez mais enviar os gorilas da polícia municipal para vandalizarem um projecto cidadão que tinha ocupado um espaço público deixado ao abandono, no caso a biblioteca infantil Ivo Cruz. Não devemos duvidar: Rui Rio prefere o vazio à cultura, a violência institucional à participação cidadã na construção da cidade do Porto. Como vi escrito no Facebook, assim que Rio ouve falar em cultura, saca dos tapumes. Modos de vida. Mas não é isso o mais intrigante neste caso de assoberbamento cro-magnon do presidente da câmara portuense.

 

No dia em que a biblioteca foi assaltada pela polícia, o Diário de Notícias noticiou o caso. O bizarro da situação é que o jornal saiu para as bancas cerca de três horas antes do caso ter acontecido. A notícia - sem assinatura - falava em "injúrias e agressões a agentes", quantifica o número de pessoas identificadas e especula sobre a origem dos ocupantes do espaço. Este extraordinário exercício da adivinhação dado à estampa no Diário de Notícias teve pouca repercussão na realidade; a efectiva vandalização do espaço pela polícia, acontecida três horas depois desta notícia ter começado a ser lida, acabou por decorrer sem "injúrias e agressões" nem outros fenómenos paranormais de monta.

 

Contactado pela associação que ocupara o espaço, o provedor do DN defendeu o jornal dizendo que a notíciaa tinha sido escrita com base num comunicado da polícia enviado na noite anterior. Fantástico país, este, em que membros da polícia se dedicam a escrever notícias que depois enviam aos jornais, e ainda por cima notícias sobre o futuro, sobre o que ainda está para acontecer. Fabulosa nação, também, aquela em que um jornal - por sinal, o mais antigo publicado em Portugal - recebe notícias redigidas pela polícia e as publica como sendo suas e verdadeiras.

 

Contado não se acredita, dirão. Mas eu acrescento: a verdade e a realidade, tudo vão, tudo ilusório. Acreditamos no que queremos acreditar, mesmo que seja má ficção escrita por um péssimo polícia.

 

Adenda: o provedor do jornal, Óscar Mascarenhas, deixou na caixa de comentários um esclarecimento sobre a sua actuação que julgo ser premente deixar aqui. Diga-se que nunca duvidei da competência de Óscar Mascarenhas, que tem mostrado, em outras situações ocorridas no DN - por exemplo, o caso da contra-notícia enviada pelo Governo para a redacção no dia de uma greve de transportes - bastante competência e sobretudo independência nas suas análises, nunca se furtando a criticar e a melhorar os procedimentos do jornal para o qual trabalha.  Aqui fia então, com um pedido de desculpas pelo equívoco cometido:

"Caro Sérgio Lavos:
Não fui contactado pela associação nem defendi coisa nenhuma. Já esclareci no blogue respetivo e repito-o aqui:
Pretendo retificar aqui um equívoco. "O provedor do leitor deste jornal foi contactado, e defendeu que aquela peça foi baseada num comunicado da polícia enviado na noite anterior". Esta afirmação não corresponde à verdade. A Sra. Patrícia Dias da Silva contactou-me (sem me dizer se representa ou não mais alguém, mas isso é indiferente) e respondi-lhe: "Já recebi uma reclamação anterior sobre esta notícia e pedi esclarecimentos urgentes à Direção do DN, sendo certo que a notícia parece sustentar-se em informações fornecidas por forças policiais.
Obrigado pelo alerta." Não "defendi" coisa nenhuma, prometi averiguar e bem dispensava que a minha resposta fosse tão completamente deturpada. A análise do que aconteceu sairá na edição de amanhã, dia 23, do DN. Oscar Mascarenhas (Provedor do Leitor do DN).


por Sérgio Lavos
link do post | comentar | partilhar

26 comentários:
MetroidSamus
Então, ou a polícia ou o jornal ou ambos têm "pre-cogs" nas suas gentes. Não vejo o espanto.

deixado a 21/6/12 às 15:33
link | responder a comentário

João Ventura
Parece-me um caso muito claro de viagem no tempo... Daria um argumento sofrível para um episódio dos X Files ou Twilight Zone...

deixado a 21/6/12 às 15:49
link | responder a comentário

Joe Strummer

...e escusam de incomodar o Carlos Magno com essas coisas. Ele não tem culpa q os acontecimentos decidam acontecer mais tarde do que é previsto.

Só uma correcção. O mais antigo jornal português, e um dos mais antigos do  Mundo, é o Açoriano Oriental.

deixado a 21/6/12 às 16:02
link | responder a comentário

Zebedeu Flautista
Mais um caso que prova que em Portugal enquanto não se privatizar até à ultima pedra da calçada a nação não avança e a prepotência da classe politica continuara a esmagar o cidadão. A propriedade pseudo-publica é o maior roubo da história da humanidade. 

deixado a 21/6/12 às 16:18
link | responder a comentário

Não tenho
O Diário de Notícias atingiu o nível de cão fedorento. Notícias destas já nem me espantam, pois estamos em Portugal.

A título ilustrativo da merda de qualidade a que Portugal chegou em quase todos os níveis, o DN online informa hoje, num artigo da sua secção de ciência, que a Lua é uma Estrela, que "tem água no polo sil [sic]",  e que "A evidência pode ser a chave para o caso de alguma vez algum ser humano vier [sic] a habitar a estrela"

Portugal vai de vento na crista!!!!

Prognóstico Portugal: 0. RC: 2

deixado a 21/6/12 às 16:20
link | responder a comentário

José Peralta
Nem vale a pena pôr o caso à consideração da ERC !

O carlos magno é do Porto...

deixado a 21/6/12 às 16:27
link | responder a comentário

Antónimo
eu cá aguardaria para ouvir de viva voz o provedor.

o link liga para o diz que diz e oscar mascarenhas nunca foi corporativo.

deixado a 21/6/12 às 16:30
link | responder a comentário

da Maia
Isto só revela que os jornais caminham para se tornar numa grande secção de classificados... 
A previsão é curiosa, e insere-se naquela linha editorial que os jornais seguiram na Líbia e similares... as capturas feitas antes do tempo, os protagonistas errados, lugares e horas erradas, etc...


A PSP só errou porque não contratou figurantes para bater certo com a notícia. Continua a notar-se o fenómeno "Keep Calm", embora a PSP esteja de aviso sobre o "Keep Calm, o caralho", e por isso previu maior contestação - infundada, pois a imagem saiu.

deixado a 21/6/12 às 16:54
link | responder a comentário

Quanto à primeira parte da notícia, a "reocupação", é mais do mesmo. Tomar parte de um ou outro lado é chover no molhado.


A 2ª parte, a da notícia enviada para o jornal no dia anterior, essa sim tem muito que se lhe diga!


Já ontem ao ler o Público dei-me conta que a notícia da ERC se tinha antecipado à própria reunião, e não é que por milagre acertaram nas conclusões do relatório...


25 de Abril? Serviu para passarmos a beber Coca-Cola. Porque em famílias instaladas, interesses vampirescos do estado, e controle da informação estamos pouco e pouco a regredir ao ponto de partida.


Os casos de Pedro Rosa Mendes, do Público, por exemplo, começam a estrangular a liberdade de imprensa.


Corrijam-me se estiver errado, mas um dos requisitos de uma democracia não é uma imprensa livre?

deixado a 21/6/12 às 16:56
link | responder a comentário | discussão

Antónimo
A notícia da ERC antecipou-se à reunião?

O que aconteceu foi que havia um relatório que chegou cá fora e foi lido pelos jornalistas antes de se tornar público e ali a notícia é o conteúdo do relatório e não a sua divulgação. Nada de anormal a apontar.

Isso nada tem a ver com a notícia inventada no DN onde se criavam facto e conteúdos.


Tem razão.


Fui reler a notícia, que a tinha lido por alto.


De qualquer maneira é outra noticia que cheira mal.

deixado a 21/6/12 às 19:39
link | responder a comentário | início da discussão

triste e sintomático.

deixado a 21/6/12 às 18:56
link | responder a comentário

Comentar post

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador