Sexta-feira, 13 de Outubro de 2006
por Daniel Oliveira



Perante a pressão dos trabalhadores chineses,o governo a China prepara-se para aprovar leis de contratação que garantam o mínimo dos mínimos de diretos. A lei é pouco ambiciosa, mas empresas transnacionais como a Wal Mart, Google, UPS, Microsoft, Nike, ATT e Intel, através da Câmara Americana de Comércio de Xangai e do Conselho Empresarial Estados Unidos - China, estão a pressionar o governo chinês para que não o faça. Um conselheiro da Câmara Americana de Comércio explicou que se tratavam de «dois passos a trás depois de três passos à frente». Esta proposta nasce depois da Wal-Mart ter sido obrigada a aceitar sindicatos nas suas lojas na China. No entanto, ela não garante aos trabalhadores chineses o direito à greve e a sindicatos independentes.


por Daniel Oliveira
link do post | partilhar

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Email

Password


Este Blog tem comentários moderados

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisa
 
TV Arrastão
Inquérito
Outras leituras
Outras leituras
Subscrever


RSSPosts via RSS Sapo

RSSPosts via feedburner (temp/ indisponível)

RSSComentários

arquivos
2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


2007:

 J F M A M J J A S O N D


2006:

 J F M A M J J A S O N D


2005:

 J F M A M J J A S O N D


Contador